Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

03
Set18

Yaval Harari


Eremita

Envolvi-me, há uns dias, numa discussão sobre a qualidade do jornalismo do Observador. Não foi proveitosa, mas deixou-me a pensar se, não gostando eu das ideias políticas que guiam o Observador, devo promover algum artigo que me pareça bem feito. Como não resolvi este conflito, recomendo a leitura de um artigo bem humorado, de José Carlos Fernandes, que desmonta o fenómeno de massas em que se transformou o historiador israelita Yuval Harari, mas como um repto ao Público (o "meu jornal") para que comece também a publicar textos longform na edição online, que presentemente apenas cumpre os mínimos e é uma versão empobrecida da edição em papel com um ou outro acrescento que não implica investimento real.

 

Nas férias, tentei perceber o que entusiasma tanto as pessoas e li as primeiras páginas do primeiro sucesso de Harari, Sapiens, um livro sobre a história da humanidade. Bastou para perceber que não estamos na presença de um grande pensador, nem sequer de um grande divulgador, tendo em conta a falta de rigor da sua prosa, a tentação para a frase de grande efeito, o deslumbramento pela irritante Psicologia Evolutiva. Carlos Fernandes confirma a minha impressão de que seria uma enorme perda de tempo ler os outros dois livros de Harari, dada a inconsistência do seu pensamento. Enquanto projecto pessoal, que lhe deu fama e dinheiro, os três livros de Harari são brilhantes casos de sucesso, mas a ambição de abarcar todas as grandes temas condena-os à partida ao fracasso. Nem alguém mais sólido do que Harari seria capaz de se sair bem com uma trilogia de livros em que no primeiro resumisse a história da humanidade, no segundo tratasse o nosso futuro e no terceiro pontificasse sobre os grandes temas da contemporaneidade. Não é sequer certo que estas obras de aparente grande fôlego sejam úteis por contrariarem a tendência crescente para a fragmentação do conhecimento e a hiper-especialização, sobretudo se o registo não for mais profundo do que os produtos culturais que conseguimos obter gratuitamente online - como uma Ted Talk  - sobre qualquer um dos tópicos abordados. Um livro bem feito e exaustivo sobre uma parcela ínfima do conhecimento será sempre mais útil que os livros que fizeram de Harari o mais recente guru do secularismo. Guru de ascensão meteórica por guru de ascensão meteórica, prefiro Jordan Peterson, um académico canadiano que também chegou à fama e fortuna, de pensamento mais sólido e carácter mais intrigante do que o israelita. A propósito, será que algum jornal português (leia-se: o Público) já fez um perfil (longform) de Peterson, pretexto para tratar a chamada dark web

7 comentários

Comentar post

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não percebo nada disto.

  • Anónimo

    Ah, só para unir as pontas. Depois disto é que sur...

  • Anónimo

    olha o escroque que dá pelo nome entre outros "rfc...

  • Anónimo

    Ó Eremita, pá, alegra-te também que tu que, afinal...

  • Anónimo

    Valupi, larga o vinho!XXX diz:Setembro 12, 2019 às...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D