Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

13
Abr19

A triste mundividência de Ratzinger


Eremita

51nCp6V07KL._SX332_BO1,204,203,200_.jpg

(pub)fonte

Ratzinger sempre gozou de um estatuto de intelectual ímpar. Qualquer laico que o critique é acusado de ignorância ou algum tipo de incapacidade cognitiva, como se a infalibilidade do pensamento do grande Ratzinger fosse efectivamente superior à infalibilidade papal, admitindo que toleramos a violação da lógica que é hierarquizar dois absolutos. A sua declaração sobre os escândalos sexuais da igreja ((pub) versão completa) será analisada por se tratar de um caso raro em que a Igreja parece falar a duas vozes, criando —  aos olhos dos descrentes — uma dinâmica de good pope e bad pope. Muitos repararão na ausência de compaixão e no fanatismo religioso, pois as vítimas destes crimes ignóbeis são mencionadas apenas uma vez e a grande tragédia, segundo Ratzinger, é o trauma lhes ter impossibilitado a fé. Outros criticarão Ratzinger por ele fazer a apologia do martírio, mas não dar mostras de nenhum arrependimento, denunciando até alguma auto-hagiografia, sendo certo que os escândalos mais graves surgiram durante o seu pontificado e incerto se ele terá feito tudo o que estaria ao seu alcance para proteger as vítimas e prevenir novos casos (leia-se este balanço crítico publicado na (pub) New Yorker). As associações LGBT+ protestarão pela associação vagamente implícita da homossexualidade à pedofilia. Outros ainda dirão que eleger a libertação sexual dos anos 60 como explicação desta tragédia é um absurdo desmentido pela realidade, pois não só os escândalos precedem os anos 60, como, apesar de uns (pub) delírios pontuais de esquerdistas sobre sexo entre (e até com) crianças, a penalização social da pedofilia só viria a agravar-se dos anos 70 em diante.  

 

 

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vasco: diz-se agora na Visão que o teu amigo João ...

  • Anónimo

    ... guê de gugu, assim gadget.

  • Anónimo

    Adenda... ó Vasco: tal como o Galamba, o Siza, o C...

  • Anónimo

    Vasco, Vasco, Vasco.«Nós queremos ter Natal! E que...

  • Anónimo

    Off.Da série “Subsídios para um Dicionário Breve d...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D