Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

06
Ago20

Qual foi o vosso 23-F?


Eremita

A crítica de Tolstói à teoria dos grandes homens como motor da História tem aspectos de pura alucinação. Felizmente para ele, o ensaio propriamente dito surge no fim de um calhamaço que, apesar de elogiado por todos, vai fazendo muitas vítimas à medida que se avança na leitura e são poucos os que efectivamente chegam ao fim em condições anímicas e físicas para criticar o ensaio. Mas a verdade é que também não conheço nenhuma boa defesa da teoria do grande homem e julgo que esta teoria é hoje uma relíquia intelectual do século XIX, apesar de Jorge Jesus. 

Engana-se quem pensar que me preparo para diminuir a importância da intervenção de Juan Carlos na tentativa de golpe de Estado de 23 de Fevereiro de 1981. Apenas me parece que a teoria do grande homem e o seu impacto na vida de todos deveria ser discutida em paralelo com a teoria do grande momento e o seu impacto na vida de cada um. A vida parece decorrer segundo equilíbrios pontuados (ou intermitentes), tal como Stephen Jay Gould e Niles Eldredge propuseram que as espécies evoluem, isto é, vamos vivendo habitualmente até que um acontecimento interrompe este equilíbrio e cria grande reboliço, antes de se entrar numa nova rotina. Bem sei que os paralelos entre a ontogenia e a filogenia são coisa batida que tende a correr mal, e não sei sequer se esta visão da existência é apenas uma forma de tornar a vida mais interessante enquanto relato, pois o gradualismo é uma grande chatice que não faz heróis. Em todo o caso, a pergunta do título é retórica e apenas um convite à introspecção. 

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Pesquisar

Comentários recentes

  • caramelo

    Ena. Como não te deste ao trabalho de explicar o e...

  • caramelo

    Nelson, isto diz-nos respeito a todos. Não há uma ...

  • Miguel

    «Não pense que estou a fazer uma defesa do governo...

  • Lowlander

    “Um epidemiologista dir-te-á que ainda que se salv...

  • Anónimo

    Nelsinho é a mãezinha.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D