Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

20
Set17

Provavelmente o melhor divulgador de Filosofia


Eremita

Para aprender Filosofia, o melhor método é ler o que os filósofos escreveram. Mas como o tempo é limitado, os divulgadores de Filosofia também cumprem um papel. Há uns dias, descobri o podcast Philosophize This! e atrevo-me a dizer que é feito pelo melhor divulgador de Filosofia do mundo ocidental (entendam a afirmação como um desafio). É melhor do que os calhamaços de Bertrand Russell e Anthonny Kenny, melhor do que os vídeos do carismático Rick Roderick, melhor até do que o Philosophy Bites. Salvo erro, é feito exclusivamente por um americano de Seatle, de 28 anos, que não tem sequer educação universitária e entende a divulgação da Filosofia como o seu projecto de vida - seria difícil difícil encontrar alguém com melhor currículo e carta de motivação. E assim, pela primeira vez na vida, senti-me tentado a apadrinhar (monetariamente) um podcaster

 

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    21.09.17

    Caramelo,

    É com o not proper que esse povo consolida um pouco por toda a terra uma civilização muito semelhante a uma praga. Todas as criações inglesas surgiram na aurora dos tempos modernos como uma espécie de salvação e agem no mundo de hoje como uma gangrena. De todos os lugares roubam os autênticos testemunhos de fé e criação e fazem deles mercadoria. O seu disfarce não me passa despercebido e só um povo absolutamente estéril como esse poderia cultivar um humor tão imbecil. Fala o politicamente incorrecto hispânico. Prefiro a eterna pobreza latina à industriosa riqueza do norte, geradora de miséria cada vez mais infinita. Prefiro toda a América Latina a ferro e fogo do que um metro quadrado da América que tem como deus o dinheiro. Só os portugueses podem servir de antídoto à pérfida Albion porque são o povo que melhor conhece essa perfídia porque lidou com ela de perto. A filosofia deles é um conjunto de regras de actuação no sentido do domínio, do colonialismo e da acusação. No seu melhor são um povo sem ponta por onde se lhe pegue.
  • Sem imagem de perfil

    caramelo

    21.09.17

    Também não é preciso exagerarmos, né?...
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    21.09.17

    Verdade, Caramelo, verdade. Só me dói ver o quanto nos afastamos da nossa própria cultura em detrimento de sucedâneos que nos fazem mal. O modo como pensamos e somos é tão único e incompreensível para a maioria dos outros povos da Cristandade, que acabamos por ficar isolados, quando na verdade fomos aqueles que mais fizeram por unir, universalmente, de todos quantos tinham por vocação fazê-lo. E agora, volto ao meu moderado e silencioso modo português. Um abraço.
  • Sem imagem de perfil

    caramelo

    21.09.17

    Hombre! Abraço!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Pesquisar

    Comentários recentes

    • Eremita fora de Paris

      Foi mais: a democracia-cristã viu a camioneta a an...

    • caramelo

      A vantagem do Ricardo não será a academia e o seu ...

    • caramelo

      Mas eu não nunca estive em guerra contigo, valhame...

    • Manuel A. Domingos

      E o anterior comentário foi meu: Manuel A. Domingo...

    • Anónimo

      Na Medula os poetas não pagam para publicar. E con...

    Links

    WEEKLY DIGESTS

    BLOGS

    REVISTAS LITERÁRIAS [port]

    REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

    GUITARRA

    CULTURA

    SERVIÇOS OURIQ

    SÉRIES 2019-

    IMPRENSA ALENTEJANA

    JUDIARIA

    Arquivo

      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D