Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

02
Ago20

Planos de um viciado


Eremita

9780307473394.jpg

Não é difícil concluir que uma constante e dispersa estimulação cognitiva é inimiga da reflexão. As redes sociais foram um problema de que me livrei em boa hora, mas entretanto criei o hábito de ouvir horas seguidas de podcasts na ilusão de que o multitasking é benéfico. O que me deram esses milhares de horas de escuta e o que me fizeram perder? Ajudaram a saciar e estimular a curiosidade, seguramente. Também me deixaram mais informado sobre o mundo e terei experimentado uma mão cheia de momentos de puro deleite enquanto ouvinte passivo de uma conversa — veio-me agora à lembrança uma resposta desconcertante de Bruno Latour num Les Chemins de la Philosophie e creio que preciso de fazer uma lista destes instantes preciosos. Mas houve também atritos domésticos e perdi muito tempo que podia ter dedicado a exercícios activos, como prestar mais atenção e interagir mais com quem vive comigo, bem como pensar e escrever. Se dúvidas ainda houvesse, o que me aconteceu hoje foi esclarecedor. No princípio da minha corrida de sábado, por aselhice introduzi a senha mal três vezes e fiquei sem acesso ao telefone celular e ao podcast que vinha ouvindo. A frustração foi tanta que considerei logo voltar para casa, mas depois mudei de ideias e cumpri o percurso previsto sem outra distracção que não os meus próprios pensamentos e a planície — a minha aversão a tarefas por concluir tem crescido com os anos e deve ser já uma preparação para a morte. No fim dos 8 km, tinha o esqueleto de um ensaio que me andava a fugir há semanas.

Sempre foi a correr que consegui passar mais tempo em torno de uma ideia. Quando vivia em Nova Iorque, fiz uma aposta com um amigo de que seria capaz de escrever 100 pequenas histórias sobre a infância nos Olivais que envolvessem futebol. Perdi a aposta por não ter cumprido o prazo, mas acabaria por chegar aos 100 textos e muitos (talvez a maior parte) foram imaginados quando dava a volta ao Central Park, muitas vezes na companhia de quem me tinha desafiado. Curiosamente, o ensaio que resolvi hoje é sobre a estupidez, o que dá ênfase à conclusão óbvia: seria muito estúpido voltar a correr com auriculares e, doravante, dentro de casa só me autorizarei a ouvir podcasts quando estiver a lavar a loiça. Creio que a Comissão Política do Expresso será sacrificada, entre outros podcasts situacionistas ou menores, bem como a vasta maioria das conversas intermináveis do Joe Rogan. Darei conta do que realmente aconteceu lá para Dezembro, de novo seguindo a lógica de que a vergonha enquanto ameaça é disciplinadora.

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisar

Comentários recentes

  • Eremita

    https://virologydownunder.com/the-false-positive-p...

  • henrique pereira dos santos

    Ora aqui está um comentário de bom senso.E como ta...

  • Eremita

    Ocorreu-me, mas tenho filhas, não posso arriscar a...

  • Anónimo

    Deviam resolver isso à antiga: com um duelo. Para ...

  • Anónimo

    ... guê de gugu, assim gadget.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D