Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

30
Jan19

Pacheco Pereira, embrulha...


Eremita

Toda a minha vida ouvi esquerdistas de cátedra ou de casta explicarem aos filhos de proletários como eu* de que forma devíamos ou não devíamos ser de esquerda. Agora ouço-os explicarem aos negros como é que eles devem ou não ser anti-racistas. Há uns anos ouvi-os explicar aos homossexuais que deveriam adiar as suas lutas “particularistas” em favor das lutas das “massas”. Agora pedem aos negros que não cedam ao “politicamente correto” e que esperem pelo fim do capitalismo que acabará magicamente com o preconceito — ou que neguem a realidade que sentem na pele, apenas porque um barbudo do século XIX terá explicado que aquilo que eles sentem é uma coisa diferente.

Tal como o cardeal explica que o que está na Bíblia não significa o que lá está escrito, ou o psicanalista freudiano que tudo explica pela relação com a mãe, também o pontificador do marxismo julga deter o monopólio da interpretação correta do marxismo e vive na obsessão de tudo reduzir a uma explicação de classe. O que não cabe, caricatura-se como “esquerda identitária” ou “politicamente correta”.

Uma proposta singela: e se em vez disso lhe chamássemos antes “esquerda que vê uma desigualdade injusta baseada em características de nascimento que não escolhemos e não podemos controlar, e por isso a quer combater, erradicar ou corrigir”? Concordo, é muito longo. Para encurtar, podíamos tentar só “esquerda”. Rui Tavares, Público

* Esfregar na cara dos outros as nossas origens humildes, algo que Henrique Raposo leva a um cúmulo patético, está cada vez mais na moda e é apenas mais uma manifestação da febre identitária. No meu caso, sempre me senti dividido, pois não sei se, em função das conveniências, é ético lembrar apenas o lado humilde da minha família (os meus avós paternos) ou o lado de "casta" (os meus avós maternos). Eis um caso de mestiçagem social que tem sido pouco discutido.

 

2 comentários

Comentar post

Pesquisar

Comentários recentes

  • Sarin

    E Cristina Miranda caberia?

  • Anónimo

    Ainda está online, Eremita, e bem que poderias abr...

  • Anónimo

    Eremita: pensava eu que o link era para as cenas d...

  • Anónimo

    chapada neles

  • Anónimo

    José Sócrates Gonçalves Carvalho Pinto de Sousa, v...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D