Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ouriquense

29
Set18

O destino de Sócrates

Eremita

Como já expliquei e é do mais elementar bom senso, fiquei satisfeito com o resultado do sorteio do nome do juiz de instrução do processo Marquês. A saída de cena de Carlos Alexandre era necessária para trazer isenção ao processo. O que me pareceu estranho foi o sorteio ter sido "electrónico". Bem sei que o sorteio é sempre assim, só não costuma ser tão mediático. Mas então que papel cumpriram as pessoas (jornalistas e uma advogada, creio) que assistiram ao sorteio e aparecem nesta fotografia? 

 

Seriam porventura capazes de detectar algum vício no sorteio electrónico? Claro que não. Mais valia a coisa ter sido feita à moda antiga, com duas bolas dentro de um saco de pano preto, sendo possível a qualquer um testemunhar que havia realmente duas bolas de peso, dimensões e textura idênticas, apenas diferindo na cor (por exemplo). Os jornalistas puderam confirmar que um computador regurgitou um nome, mas não podem assegurar a aleatoriedade da escolha. Este é mais um daqueles casos em que o aparato tecnológico não trouxe qualquer vantagem, antes pelo contrário. O reverso do ludita é o parolo fascinado com o progresso. 

 

Não estou a levantar dúvidas. Acredito que o sorteio decorreu de forma perfeitamente normal. Mas a presença dos jornalistas funcionou apenas como simulacro de selo de garantia. Para quem, como eu, tem à partida confiança nas pessoas e nas instituições, isto não é um problema. Mas eu, sem grandes inquietações, até como empadão de carne em restaurantes. Esta etapa do processo Marquês devia ter sido pensada para destrunfar os maluquinhos das teorias da conspiração, que já se manifestaram em todo o esplendor da estupidez racional .

 

O meu receio é que, arrastando-se o processo durante décadas, Sócrates venha a ser julgado por uma inteligência artificial que entretanto substitua os juízes, servida por uma memória jurídica ilimitada e capaz de avaliar as provas directas e o mais complexo e subtil conjunto de provas indiciárias através de sofisticados algoritmos de raiz bayesiana imaginados pelos melhores estatistas e matemáticos. Qualquer que fosse a decisão dessa maquineta, seria um fim trágico para o cultor do "choque tecnológico", apesar da harmonia que o remate redondo incute nas narrativas. 

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Revistas literárias [port]

Revistas literárias [estrangeiras]

Guitarra

Blogs

Cultura

Ajude Fausto:

  • Uma votação em curso

Ouriquense, S.A, Redacções por encomenda

Séries

Personagens ouriquenses

CineClube- programação

  •  

Filmes a piratear

  •  

Filmes pirateados

Alfaias Agrícolas

Apicultura

Enchidos e Presuntos

Pingo Doce

Imprensa Alentejana

Portal ucraniano

Judiaria

Tauromaquia

Técnicas de homicídio

John Coplans

Artes e Letras

Editoras Nacionais

  •  

Literatura Russa

Leituras concluídas

Leituras em Curso

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D