Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

12
Nov16

Necrológio: note to self


Eremita

Leonard Cohen 1974.jpg

Quando morre alguém que todos admiram menos tu, deves calar-te. Haverá sempre outro melhor e mais justo a morrer nesse mesmo dia, mas nunca instruas os vivos sobre que morte devem chorar. Serias inconveniente e dir-te-iam que és uma besta. Convenhamos que serias mesmo uma besta. Não devemos inquinar a expressão dos bons sentimentos alheios, que são tão raros. Repara: quando morre uma celebridade unanimemente admirada, as pessoas explodem de empatia e parece que se tocam por instantes, como os raios geotrópicos de dois fogos de artifício próximos e síncrones. Não sejas cínico. Não, o choro colectivo por um morto não é apenas a derrareira recompensa de um longo investimento emocional, um sell! sell! de uma marca em acentuada queda bolsista. Até a mais egocêntrica das criaturas te daria a impressão de que as suas preocupações não acabam no seu umbigo, se lesses ou escutasses até ao fim o que disse sobre a relevância da celebridade na sua vida. Em mais nenhum outro momento essa pessoa terá a ocasião de se transcender e, só por isso, a celebridade que desprezas, por lhe faltar talento ou não te parecer sincera, cumpriu uma função. Admite então que este é um problema teu, que deves gerir em silêncio. Naturalmente, podes pedir a Deus, ou fazer figas, para que no dia da tua morte não morra uma celebridade que desprezas. Esse é um anseio tão legítimo e natural como não querer ser morto por uma bala perdida de uma rixa absurda. Quanto ao resto, cala-te. 

 

 

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Valupi

    Vou já tratar disso, compadre.

  • Anónimo

    Much ado about nothingOs processos são distribuído...

  • Sarin

    A presunção de inocência na mão dos presunçosos ag...

  • Eremita

    O PCP vê o mundo segundo uma luta de classes que s...

  • Anónimo

    Parece-me que a sua crítica peca por omissão. Tem ...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D