Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

28
Out17

Mitologias em família: os outros Weinstein


Eremita

Se, a propósito do caso Harvey Weinstein, foram assaltados pela dúvida sobre como se pronuncia a última sílaba do apelido, estão em boa companhia. Nos EUA, há famílias Weinstein que se dizem "uainstiin" (como a de Harvey) e famílias Weinstein que se dizem "uainstáin" (estas terão a partir de agora um excelente incentivo para frisar que se distinguem fonetica e eticamente do Weinstein caído em desgraça). Foi por confundir uns Weinstein que dei com o episódio do podcast de Roe Rogan (um cómico americano) em que o entrevistado é o matemático e economista Eric Weinstein (do ramo "uainstáin"). Joe Rogan é um conversador mediano, mas Eric Weinstein tem um espectro de conhecimentos impressionante, o que faz valer a conversa, a menos que se sintam incomodados com a inteligência e o número imnpressionante de prémios Nobel dos judeus. Adiante. A certa altura, Bret, o irmão de Eric, vem à baila. Bret Weinstein também esteve recentemente envolvido num caso, mas em que é ele a vítima. Por ter ousado ir contra o politicamente correcto que assola algumas instituições de ensino norte-americanas, Bret acabou por ser despedido (ainda que com uma indemnização choruda). Eric refere-se ao irmão Bret como alguém extraordinariamente inteligente e ninguém o negará. Mas Eric queixa-se depois de que Harvard e as restantes universidades da Ivy League deviam mexer-se para contratar o irmão, porque ele é realmente brilhante e fez um estudo extraordinário sobre os telómeros. Ora bem, os telómeros são as pontas dos cromossomas e a bioquímica destes estruturas é fascinante, da replicação do genoma aos mecanismos de replicação dos ADN. Muito se aprendeu sobre os telómeros nas últimas décadas. Infelizmente, o "estudo extraordinário" de Bret, por muito interessante que seja como especulação, não fará parte deste cânone. Para mais, não há registo de mais nenhuma contribuição científica de Bret Weinstein, que deve ter abandonado a investigação há muitos anos para se dedicar em exclusivo ao ensino. Insinuar que a Ivy League não contrata Bret por causa do politicamente correcto é uma distorção que só se perdoa pelo amor fraterno de Eric. Qualquer observador objectivo reparará que Bret tem um currículo científico tão medíocre que nem numa universidade portuguesa mereceria entrar. A dissonância entre a reputação intrafamiliar e a reputação na sociedade pode ser insurdecedora, o que dá para excelentes peças de teatro. 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não chores, Eremita.

  • Eremita

    Mas o que fiz eu a Deus para ter de te aturar, anó...

  • Anónimo

    É do melhor, aqui também (lead incluído).Vídeos“É ...

  • Anónimo

    Também tu, brutus?_____4 de Novembro de 2019.Nota....

  • Sarin

    E Cristina Miranda caberia?

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D