Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

12
Set17

Jaime (11)


Eremita

Screen Shot 2019-05-15 at 22.15.15.png

fonte

Jaime mantém a namorada à custa de doze quase-namoradas. O número denuncia a sua megalomania e um certo anseio de legitimação histórica; doze, como os Apóstolos ou os Cavaleiros da Távola Redonda. Mas Jaime inspira-se sobretudo em alguns rudimentos de geometria. Ele sabe que pode fazer daquelas 12 mulheres uma armadura, se as pensar em volta dele e da sua namorada como vértices de um icosaedro. A tarefa de Jaime é manter o icosaedro estável, evitar que alguma das 12 conheça outra e todas cortejar com o cuidado e empenho de um jardineiro ou outro profissional responsável por uma estrutura precária, como um jardim ou um recife de corais. Basta a Jaime permanecer no centro do campo libido-passional criado pelos 12 vértices do icosaedro, cujas forças trespassam a namorada de Jaime sem que ela se aperceba, como um campo magnético perpassa um corpo livre de metais. No centro do icosaedro ele sente-se seguro, ainda que algo cambaleante, pois o equilíbrio das atracções a que o seu corpo está sujeito não é absolutamente estável e precisa de reajustamentos sucessivos. Este equilíbrio instável permite-lhe encarar a fidelidade como uma possibilidade provisória e impedi-lo de cometer uma argolada que comprometa a boda, cada vez mais próxima. Mas Jaime planeia já no futuro e uma solução que não o deixe tão vulnerável a súbitas oscilações de humor de uma das quase-namoradas que perturbem o campo libido-passional. No seu caderno de apontamentos, vemos já o esboço do isosaedro truncado, com os seus sessenta vértices.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bah... Até aqui esta nossa quezília estéril não me...

  • Anónimo

    Caramelo, meu lindo.Estás a pedir o quentinho do c...

  • caramelo

    Está certo, vejo que estás baralhado, mas a culpa ...

  • Anónimo

    Eremita Sei embora não por experiencia propria que...

  • Anónimo

    De facto, agora baralhou-me:1. Treslê cinicamente ...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D