Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

29
Out17

Gonçalo (12)


Eremita

Screen Shot 2019-05-15 at 22.11.55.png

fonte

O arquitecto Gonçalo projectou a sua casa para que tivesse um cofre embutido na parede contendo um segundo cofre dentro do qual se encontra um terceiro cofre. Neste último cofre, ainda amplo, ele guarda vários dossiers com informação organizada segundo a ordem alfabética dos apelidos dos visados. Há fotografias tiradas com teleobjectiva, facturas de despesas variadas, nomeadamente as relacionadas com lazer e oferendas, mensagens de correio electrónico impressas e alguns telemóveis. Os cofres estão numa divisão da cave que não aparece no projecto da casa e à qual se acede por uma porta dissimulada entre painéis móveis que cobrem uma das paredes de um dos corredores, sendo este apenas mais um dos vários pormenores de arquitectura lúdica espalhados pelas áreas sociais da casa. A divisão é ampla, mas sem janelas, e lembra o gabinete de Sigmund Freud, pois tem um divã, almofadas confortáveis e bons tapetes orientais. 

 

Quando chega a casa a altas horas da noite, Gonçalo abre a porta com cuidado, para não acordar ninguém, e fecha-se durante cerca de uma hora na cave, antes de subir até ao quarto e se deitar junto da sua mulher. Na cave, ele abre os cofres com algum vagar e retira um dossier, segundo um critério qualquer. Deitado no divã, percorre depois com o olhar aquela informação, sem se deter em nenhum elemento em particular, embora deixe as fotografias para o fim. Nem Gonçalo percebe bem o conforto que encontra naquelas fotografias. Custam-lhe bom dinheiro, pois gosta de as ter actualizadas e inequívocas, mas chantagear os seus amigos ou pedir-lhes explicações são possibilidades que apenas considera para as poder descartar de imediato. Para se tranquilizar, talvez lhe baste a prova de que não se distingue dos outros. 

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Tem o seu fascínio, sim, num sentido perverso. Tem...

  • caramelo

    Que é evidente para ti, resulta da tua interpretaç...

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D