Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

16
Out22

Feio, porco e mau


Eremita

feios 888.jpg

O Ouriquense esteve parado porque andei a fazer pela vida. Precisei de ganhar dinheiro para sustentar a família e estive dois anos a pensar em como pagar as dívidas que fui contraindo para salvar alguns projectos profissionais e reconstruir o monte. Confirmei neste período uma impressão que contraria o lugar-comum de que os pobres são mais íntegros e nobres do que os ricos. Admitamos, para não complicar, que não há diferenças de personalidade entre pobres e ricos. A diferença resultará exclusivamente da pressão que a falta de dinheiro exerce sobre os pobres. Levada ao extremo, essa pressão é redentora; nenhum pobre pode ser criticado por roubar para dar de comer aos filhos. Mas os extremos são raros, o que traz o fardo da decisão. Dei comigo a ponderar se me sentiria bem com uma pontual fuga aos impostos e fui assaltado por fantasias de mortes que me dariam uma herança. Estas fantasias trouxeram-me grande desconforto, desilusão, uma profunda tristeza, e a única forma de as tolerar foi condenar ao ostracismo a voz que as trouxe, como se fosse de um agente infiltrado que urgia expulsar. Mas terá sido também para fugir a este quadro mental de decadência moral que consegui reunir forças para me reerguer e multiplicar em actividades que, aos poucos, me estão a fazer sair do buraco. É o que desejo para as minhas filhas: que estejam sempre num lugar em que a maldade não se manifesta. Esta dura verdade não se aprende a ler o Crime e Castigo, por muitos que sejam os ensaios que depois façamos sobre Raskólnikov.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Jorge Muchagato

    Saúdo vivamente o regresso dos textos de O Ourique...

  • Anónimo

    Nem eu...

  • Plúvio

    Ignoro com que sensação o Eremita publicou estas 1...

  • AG

    Significado de Imbecil ... adjetivo Desprovido de ...

  • Anónimo

    O César das Neves é um figurão. Do que esses gajos...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D