Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

05
Jun20

Da relativização do número absoluto de mortes


Eremita

Tenho apanhado alguns comentários curiosos sobre os números de mortes no Brasil atribuídas à COVID-19. A 1 de Junho, li no incontornável Corta-fitas que "o número de mortos por milhão no Brasil é inferior ao português". A 5 de Junho, à notícia de que o número de mortos no Brasil tinha ultrapassado o número de mortos na Itália, a inevitável Helena Matos ascrescentou que  "a Itália tem 61 milhões de habitantes e o Brasil 209 milhões". Este tipo de raciocínio só pode vir de quem congrega uma gritante iliteracia matemática com uma alma de burocrata apático. 

Se o número de mortes no Brasil já nos assusta há várias semanas, é sobretudo devido à forma da curva. Por isso, só pode estabelecer uma comparação pontual com Portugal, que obviamente teria apenas uns dias de validade (o Brasil já nos ultrapassou no número relativo de mortes por COVID-19), quem trata o leitor por idiota. Do mesmo modo, o reparo à comparação com a Itália foi precipitado, pois as projecções apontam para que na segunda semana de Julho o Brasil ultrapasse a Itália no número relativo de mortos. Sabemos que a epidemia acalmou na Europa. Será por eurocentrismo que andam a tratar a epidemia no Brasil como um evento passado, quando ainda não deve ter cumprido a primeira metade? Ou será por viés ideológico?

Estes e muitos mais exercícios de relativização recorrendo a números relativos revelam  uma outra atitude curiosa mas mais difícil de apreender. Suponhamos que uma carrinha de transporte escolar se despita violentamente e morrem 100 crianças. 

Continua (afazeres)...

 

 

 

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vasco: diz-se agora na Visão que o teu amigo João ...

  • Anónimo

    ... guê de gugu, assim gadget.

  • Anónimo

    Adenda... ó Vasco: tal como o Galamba, o Siza, o C...

  • Anónimo

    Vasco, Vasco, Vasco.«Nós queremos ter Natal! E que...

  • Anónimo

    Off.Da série “Subsídios para um Dicionário Breve d...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D