Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

27
Jun18

A insustentável candura de Fiolhais e Marçal


Eremita

A ideia nem sequer é original. Há poucos anos esteve patente na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, uma exposição intitulada “360 Ciência Descoberta”, precisamente sobre os avanços no conhecimento que permitiram as descobertas e conduziram à ciência moderna. A nossa proposta seria um museu com um pé no passado, mas a olhar para o futuro, pois há muito ainda para descobrir no mundo e em nós próprios, que fazemos parte do mundo. Hoje a ciência é a base da descoberta e o conhecimento a nossa chave para uma vida melhor e mais prolongada. Ah, e as descobertas também continuam. Por exemplo, já se descobriram mais de 3700 planetas fora do sistema solar, que orbitam mais de 2700 estrelas diferentes. Se um deles for habitado... não poderemos dizer que descobrimos os ET? Carlos Fiolhais e David Marçal, Público

 

Logo após o apito para o final de uma partida do campeonato do mundo de futebol decisiva, sobretudo se não for de um jogo em que esteja envolvida a nossa selecção mas que inclua alguma selecção que, de algum modo, nos interesse, ficam criadas condições para nos apercebermos do absurdo que é o investimento emocional na bola. Aconteceu comigo ontem, logo após o Argentina-Nigéria. O jogo poderá ser a ritualização da guerra, como gostam de lembrar os antropólogos, mas é sobretudo uma forma de lutarmos contra o aborrecimento. Outra forma de atingir o mesmo fim é a opinião forte. Em qualquer tema, imperam as opiniões extremadas. Nunca ficará para a história um estilista da opinião moderada. Talvez seja esse o problema do texto de Carlos Fiolhais e David Marçal sobre a polémica que envolve a designação de um futuro museu evocativo dos Descobrimentos. Ao não enquadrar a polémica nos binómios do costume, como o progresso vs. tradição ou pós-modernismo vs. o liberalismo conservador, insistindo numa interpretação cândida, etimológica e algo nerdie da palavra "Descobertas", os autores matam o debate. A sensatez tem o travo do fim de festa. 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    RFC2 DE JUNHO DE 2020 ÀS 17:12Valulupizinho, porra...

  • Anónimo

    2/2LENA ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES, SA, pela prática...

  • Anónimo

    Quem tramou José Sócrates? Nós todos (Ep11, onze!,...

  • caramelo

    Leitor, eu quando li "insinuação" pensei que por l...

  • Anónimo

    Não vou alimentar uma discussão que nasce de um ma...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D