Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

04
Mai19

A amiga genial


Eremita

Screen Shot 2019-05-04 at 08.12.51.png

Não li o livro, vi a série. Com muita razão, a Lia detectou semelhanças com séries que passavam na televisão quando éramos crianças. Talvez por isso, fiz algumas associações à minha própria infância, o que com séries televisivas, apesar de todo este frenesim em torno da HBO e da Netflicks e de nos dizerem que vivemos os anos de ouro da ficção televisionada, só me tinha acontecido há uns 15 anos, quando vi o (pub) Dekalog, de Krzysztof Kieślowski, cuja atmosfera, das roupas à arquitectura, me transportou de volta ao bairro dos Olivais no princípio da década de oitenta. Com a série da Ferrante foi um episódio em particular que despertou recordações: aquele em que a protagonista vai passar uns dias de férias a uma vila perto do mar e fica a dormir na cozinha.

 

Dormir numa casa mas fora de um quarto abre o leque das possibilidades. Senti-o pela primeira vez quando fiquei a dormir na sala numa casinha na Ericeira de um amigo de infância e soube depois que a sua irmã, a rapariga mais bonita e sensual do nosso prédio, ficaria a dormir na mesma divisão. Apenas iríamos partilhar a sala, mas o meu estado de excitação era o de quem partilha a cama. Se a memória não me falha, tudo isto aconteceu quando era criança e antes da descoberta do onanismo, o que talvez me tenha evitado algum embaraço traumático. Menos sorte teve a Elena, que passou por duas experiências diametralmente opostas com os visitantes nocturnos daquela cozinha: o rapaz por quem se enamoraria retirou-lhe do peito, com ternura, o livro com que adormecera a ler, e o pai desse rapaz, uma figura simpática à mesa de jantar mas de físico repugnante quando na praia, beijou-a sofregamente na boca enquanto a esfregava com as mão entre as pernas. 

 

 

 

1 comentário

Comentar post

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Tem o seu fascínio, sim, num sentido perverso. Tem...

  • caramelo

    Que é evidente para ti, resulta da tua interpretaç...

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D