Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

22
Jan18

A Academia das Ciências de Lisboa


Eremita

Screen Shot 2019-04-27 at 22.24.28.png

A pedido da Academia Sueca, a classe de letras da Academia de Ciências de Lisboa propôs Agustina Bessa-Luís e Manuel Alegre para o Nobel da Literatura de 2018. Quem são os membros deste clube? Teresa Rita Lopes, Eugénio Lisboa, Hélder Macedo, Aires Nascimento, José Adriano de Freitas Carvalho, Telmo Verdelho, Sebastião Tavares de Pinho, Michel Renaud, Manuel Ferreira Patrício, Manuel Viegas Abreu, Leonel Ribeiro dos Santos, Jorge Barbosa Gaspar, Luís de Oliveira Ramos, Vítor Serrão, Teresa Barata Salgueiro, Pedro Soares Martínez, Mário Júlio de Almeida Costa, Martim de Albuquerque, Adriano Moreira, António Menezes Cordeiro, Paulo Pitta e Cunha, José Luís Cardoso, Jorge Braga de Macedo, Manuel Porto, Jaime Reis, António Valdemar, José Loureiro dos Santos, Nuno Vieira Matias, José Barata-Moura, Bernardo J. Herold e... Manuel Alegre.

8 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    23.01.18

    Não creio que Manuel Alegre tenha votado em si proprio.Obviamente a Agustina não está em condições para pertencer ao grupo.
    Nelson
  • Imagem de perfil

    Eremita

    23.01.18

    Não interessa em quem Alegre votou. Este episódio é apenas um bom exemplo de como funcionam as capelinhas e se mantém e propaga o prestígio.
  • Sem imagem de perfil

    RFC

    23.01.18

    Eremita, pode pedir-se algo de substantivo? É que um primeiro post-inclinado e com o seu quê de sacanagenzinha, digamos assim, acabou por desmoronar-se com estrondo quando se atribui a isto «um bom exemplo de como funcionam as capelinhas e se mantém e propaga o prestígio».

    Agustina, e?
    Alegre (o Martinez, o Adriano e mesmo o JBM votaram no Alegre da "Trova do Vento que Passa" ou foram derrotados? Tratou-se de uma maldade, uma revolta dos "novos" Hélder Macedo, Serrão, Barata-Moura, Valdemar e Teresa Rita Lopes), ou?
    E os literatos ausentes (Lobo Antunes), porque?

  • Imagem de perfil

    Eremita

    23.01.18

    Só conheço o que é público e está no "link". Lobo Antunes não votou porque não é membro da Academia das Ciências de Lisboa. Mas Não tenho grande curiosidade em saber como se processou a votação, já que o resultado é óbvio: entenderam promover um dos seus. Não será propriamente uma falha da ACL (cada um trata de se promover como pode), será uma falha da Academia Sueca se apenas ouviu este clube (se pudesse, mudaria o título do post para "A Academia Sueca"). O problema não é a consulta das elites (nestes tempos de redes sociais, precisamos cada vez mais delas), mas de apenas uma elite, segundo critérios pouco óbvios. Será que a Academia Sueca ouviu, por exemplo, o que pensa o P.E.N. Club Português, curiosamente fundado por Manuel Alegre, que tem um conjunto de membros muito mais relevante para a escolha de um Nobel da literatura do que a ACL? Se ouviu, retiro tudo o que escrevi.
  • Sem imagem de perfil

    RFC

    23.01.18

    Eremita, sorry mas não foi só isso. Os membros da Classe de Letras estão vivinhos da costa, ou seja podem muito bem deparar com um post do Ouriquense em que se diz que eles fazem parte de um clube (não de um clube da equipa de futebol da terra, com tremoços e minis que se vão acumulando num balcão de mármore, mas num qualquer douto, de pose e aristocrático clube seja ele "dos lordes", ou "de leitura" ou um "ou dos ricos", que somos contemporâneos de um deles, pelo menos). Ora, eu acho mais interessante ler a decisão com base nos "equilíbrios" que foram possíveis de se fazer (até porque os votos foram em parte por correspondência, li algures) e não com base na suspeição mesmo que inicialmente soprada. E, já agora, dar-lhe um toque de geração literária ("os novos", que na verdade não o são no cartão do cidadão) que não deixa de ser um elemento (antropologicamente?) festivo.

    Nota, 1. Lobo Antunes, candidato, e surpreender-me-ia que mesmo numa sala às escuras não tivesse voto nenhum.

    Nota, 2. Nélson, cito: «não entendo sequer o que faz Manuel Alegre numa academia de ciencias», com chapéu, e ainda mais estranho seria que ele fosse agora um cadete da... Academia Militar.
  • Imagem de perfil

    Eremita

    23.01.18

    A surpresa que expressas na tua nota 1 não existiria se aceitasses a evidência de que a ACL é um clube que tem por principal objectivo a promoção dos seus membros.
  • Sem imagem de perfil

    RFC

    23.01.18

    Eremita, mas isso é linguagem do século XVIII (confesso que me faz sempre impressão que outro alguém imagine que as instituições, assim como os objectos e brinquedos para adultos, nasceram ontem, há um ano ou um pouco mais do que isso). Duque de Lafões, fundador, Ciências Naturais, Ciências Exactas (fundidas) e Belas-Letras (Letras). Nas irmandades, associações secretas, mesmo nos complots revolucionários, se quiseres, existiram em todos estes "movimentos" linhas ténues, ou mais vincadas, que contribuíram para alimentarem este tipo de instituições nascidas com o Iluminismo, onde os homens se sentiam iguais entre iguais e em que era nos outros que procuravam o seu aperfeiçoamento, imaginando eu que se sentiam pioneiros e proclamando que o seu saber iluminasse a/s vasta/s sociedade/s existentes com capitular ou não. Ora, é este aspecto que, para nós, deve servir hoje para contextualizar a sua actividade e não para imaginar que, hoje por hoje, uma personagem como o Manuel Alegre seja consensual na tribo.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Pesquisar

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Se o deputados da Assembleia da República não serv...

    • Anónimo

      Hum, agora que perguntas devo dizer-te, humildemen...

    • Eremita

      Então e tu? Em que posição estás no ranking do int...

    • Anónimo

      2/2NÃO SE MORDE A MÃO DE QUEM PAGAMesmo as univers...

    • Anónimo

      Vasco: não queria ser eu a dizer-te, mas no rankin...

    Links

    WEEKLY DIGESTS

    BLOGS

    REVISTAS LITERÁRIAS [port]

    REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

    GUITARRA

    CULTURA

    SERVIÇOS OURIQ

    SÉRIES 2019-

    IMPRENSA ALENTEJANA

    JUDIARIA

    Arquivo

      1. 2020
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D