Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

14
Ago08

A insónia ou seja o que for*


Eremita

Acordo às 5 da manhã e se não foi por um cantar extemporâneo de galo noctívago nem de carrilhão mecânico avariado, também não foi por coisa profunda. Isto de um homem acordar às 5 da manhã sem aparente causa externa não tem de ser sempre em sobressalto, nem em angústia aguda ou apática, nem porque falta uma peça no passado que só de noite se tem tempo de buscar por ser já outro o puzzle que preenche o expediente deste ofício de viver (acorde tenso no órgão), nem porque haja algo de inadiável - terrível ou excitante - para fazer neste dia, nem por ontem ter errado a grafia de uma palavra fácil e antes ter feito erros para lá até dos gramaticais. Esta mania de somatizar a existência, de querer entender a vida pelos sinais do corpo, é misticismo encapotado. Antes degolar galinhas, lançar búzios, espreitar as entranhas dos animais, ouvir o professor Karamba... O corpo está-se nas tintas, julgamos ter mão nele, mas segue o seu caminho em piloto automático. Resolveu acordar, o cabrão? Big deal. Se se queixa de um princípio de congestão, não é ridículo aproveitar para convocar os demónios, assim de calçadeira? É mesmo de ir logo em bicos dos pés até ao frigorífico, beber de gargalo uma água das pedras, deixar aqui o arrazoado, insistir na nota mental - "passear na vila depois do jantar, à velhinho" - como quem guia a ponta da caneta sobre letras já desenhadas e ganhar o sono outra vez, antes que os demónios acordem e se ponham a jogar frisbee com a peça do puzzle, cuja forma ainda desconheço mas sei ser bastante aerodinâmica. 



* Variação, que só é pastiche na enumeração, sobre a série de Francisco José Viegas "A noite, o que é?"

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Lowlander

    Pontos previos:1 - O Henrique Pereira dos Santos e...

  • João Leal

    Muito interessante. Obrigado.

  • caramelo

    Tem o seu fascínio, sim, num sentido perverso. Tem...

  • caramelo

    Que é evidente para ti, resulta da tua interpretaç...

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D