Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

11
Mar09

Quixotesca


Eremita

Antonio Saura

 

Voltei ontem à ribeira do Cotovio e às ruínas do monte. A água corre naquele leito e pressente-se uma explosão de vida. Conhecia já todas as estações do ano em Ourique, mas agora conheço-as em continuidade. Tirando uma deslocação à praia da Galé, nunca devidamente documentada (what happens in Galé, stays in Galé), estive sempre por aqui. Não cheguei a ir a Lisboa ouvir a voz mais frágil da pop, não fui ao festival de guitarra a decorrer no Convento dos Capuchos, nem a um bordel da raia. Ainda faltam meses para cumprir um ano, mas toquei já em todas as estações. A água que corre naquele leito recorda-me todos os projectos abandonados: deixei de treinar a pontaria aos comprimidos, deixei de frequentar o cineclube, deixei de ter uma leitura disciplinada e deixei de comprar tupperwares. Ainda tenho uns 15 por usar e só protegi 5 volumes. Entreabri ontem o tupperware com a Cartuxa e inspirei pela frincha. Esperava captar um odor de biblioteca, mas os livros envelhecem devagar e nem uma paciência nipónica chegaria para se fazer uma biblioteca bonsai com um tupperware. O problema não está na incapacidade de ver a Primavera como uma oportunidade para um recomeço, O problema está em olhar para todas as estações como oportunidades para se recomeçar. Se não há oportunidades perdidas, nunca há um verdadeiro recomeço. Porém, insisto. Elegi até um novo clássico. Vou ler o Quixote. Primeira regra para ler o Quixote: saltar as introduções, inclusive o prólogo de Cervantes. Já as li e sei como as introduções sugam energia vital ao leitor. São armadilhas, longuíssimos actos falhados de académicos, sendo o lapso tão mais evidente quanto maior o brilhantismo com que foi escrito. A evitar.

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D