Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

01
Dez08

Tatiana and the smiling sky


Eremita

 

James Kevin Ty, Manila, 1.12.08

 

O meu plano era passar a noite a contemplar o céu. Aguentei-me ao relento até que escurecesse mas arrefeceu muito e o frio era húmido. Abriguei-me depois na cozinha, de onde consigo ver o céu porque o tecto abateu com parte do telhado e ficou uma clarabóia de contornos definidos por barrotes quebrados e telhas mal presas - que são um perigo. Tentei fazer uma fogueira mas a madeira estava muito molhada e não encontrei jornais para atear o jogo. Fiquei uma boa hora naquele breu, que os astros não conseguiam a iluminar. Nunca tinha entrado de noite na casa do monte, porque o lugar me mete medo. Em tempos encontrei lá um cadáver de cabra; por vezes os pássaros assustam-se e saem de rompante pela porta que abro; vi por lá umas fotografias emoldurados  de antepassados (creio que não os meus) e as fotografias depois desapareceram; contam-me que há ciganos a pernoitar nos montes abandonados - é o squatting à alentejana. Por isso sempre entrei na casa de dia e sem demoras. Mas a imagem dos astros tão próximos uns dos outros tranqulizou-me, talvez por sentir que milhares de outras pessoas também os olhavam naquele preciso momento. Sempre pensei que a sensação de segurança que dá ter uma televisão ligada vinha do som, que espantava os pensamentos de horror  fantasiosos - nem mais um vampiro nas nossas costas - e anulava todos os barulhos suspeitos, mas se calhar vem da sensação de que outras pessoas estão a ver o mesmo canal e pode ser que as velhinhas solitárias tenham desenvolvido um sexto sentido que lhes permite ter sempre a televisão ligada no canal que ganha o share. A ser verdade, a sua devoção às  novelas não revela um gosto pouco educado, antes um apurado sentido de sobrevivência.

 

Acabei por desistir, mas não por medo, foi mesmo pelo frio. Ao chegar a casa descobri na net esta foto, tirada de Manila, provavelmente já há umas horas. Como foi mais ou menos o que vi*, senti-me acompanhado no espaço e no tempo, plenamente reconfortado. Pergunto-me se Tatiana sabe que se trata de Vénus e Júpiter. Quando passava na rua informei dois transeuntes que os dois pontos luminosos não eram estrelas. Teria sido uma boa forma de começar uma conversa com Tatiana que não metesse trocos. "Dizem que a lua é o sorriso e que os olhos são os planetas, Tatiana". E ela: "Eu vejo  sorriso de planetas...a lua é a boca." 

 

* Na verdade, pela clarabóia o que vi foi  a lua acima dos planetas. Seria difícil descobrir ali um sorriso. 

6 comentários

Comentar post

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

  • Margarida

    Um caso estranho...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D