Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

30
Set12

Um critério


Eremita

Em que momento nos tornamos crescidos? Mas ainda se faz tal pergunta? Provavelmente quando nos tornamos tristes? Ah, as lobo-antunices. Lobo Antunes é para ler e, sobretudo, para escutar em entrevista, mas não serve para reflectir, tem um discurso e uma prosa de poseur, muito reféns do bonito. Conhecemos a tristeza quando ganhamos uma consciência, o que, em regra, tende a acontecer muito cedo, apesar do major Valentim Loureiro. Como não é por se ganhar uma consciência que se perde a infância, não nos podemos tornar crescidos com a tristeza; o critério poderia passar a ser de grau, mas seria ridículo estabelecer um limiar de dias ou horas de tristeza por semana para definir a maioridade. 

 

Tornamo-nos crescidos quando ficamos responsáveis por alguém. Isto lembra o Principezinho, mas aguentem mais um pouco. Em regra, a responsabilidade por alguém sucede quando se tem ou adopta um filho, mas também nos casos mais raros em que um filho passa a cuidar dos pais ou de outros familiares. E ainda nos casos em que das nossas acções dependem outros, que não precisam ser da nossa família, podem ser empregados ou alunos. Prefiro deixar de fora as responsabilidades passionais; pelo incumprimento frequente, tendem mais a fazer crianças de adultos do que adultos de crianças. 

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eremita: pensava eu que o link era para as cenas d...

  • Anónimo

    chapada neles

  • Anónimo

    José Sócrates Gonçalves Carvalho Pinto de Sousa, v...

  • Anónimo

    Sempre , sempre mas mais ao são Gonçalves .Nelson

  • Anónimo

    Nelsinho: já rezaste hoje ao São José, ou ainda nã...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D