Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

24
Mai12

O mural


Eremita

Detalhe de um mural de David Alfaro Siqueiros
 

- Judeu, interesso-me cada vez mais pelas discussões sobre assuntos que não me interessam nada. 

- Como o casamento gay?

- O casamento entre pessoas do mesmo sexo interessa-me.

- Porquê? 

- Porque... Judeu, posso falar-te de um podcast sobre desportos americanos?

- Não gostas de basquetebol?

- Gosto, mas não gosto de baseball, nem de futebol americano, nem de hóquei no gelo.

- E como explicas isso?

- Creio que estou cada vez mais interessado em retórica. O tema não deve distrair.

- Lê o Aristóteles, rapaz.

-  Só há um podcast que não consigo mesmo ouvir.

- Ah, uma excepção. A excepção é a fenda na parede que nos permite espreitar a realidade.

- Poupa-me, ainda não são nove da manhã. O podcast chama-se Manners for the Digital Age. Diz-te, por exemplo, o que fazer quando por engano recebes um nu de alguém.

- Quando herdas um quadro?

- Não, Judeu. Quando alguém que não conheces se despe, fotografa os genitais e te envia a foto.

- As pessoas fazem isso?

- Sim.

- Pessoas que não se conhecem? 

- Esses casos são raros e geralmente resultam de enganos. O programa explica-te como reagir.

- É preciso um programa para explicar isso?

- Justamente, Judeu. Justamente.

- É absurdo.

- É sobretudo irritante. Sabes o que é o realismo histérico?

- Trata-se de uma expressão da autoria do crítico literário James Wood que descreve um tipo de romance contemporâneo alimentado por uma compulsão para fazer de tudo uma história, como se não fosse mais possível meter um porteiro de hotel no enredo sem que saibamos a última mão que teve no jogo de poker da véspera.

- Muito bom, Judeu. 

- Posso dar exemplos de autores que escrevem assim e sinopses biográficas?

- Fica para depois. Pois bem, o que as redes sociais trouxeram foi a actualidade histérica. 

- Não sei se percebo.

- O Wood fala de uma vitalidade que vem da narração compulsiva e do excesso de detalhe, certo?

- Não me lembro se fala no detalhe. 

- O que, em si, é um detalhe. Não percebes? A telenovelização da existência devido às redes sociais... o em cada homem, um galã venezuelano... a...  a importância que sicrano dá ao que se escreve no mural de fulano.

- Num mural?

- Não sabes o que é um mural?

- Se um vândalo fizer um graffiti num mural do Siqueiros, não achas isso grave?

- Deixa lá.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não chores, Eremita.

  • Eremita

    Mas o que fiz eu a Deus para ter de te aturar, anó...

  • Anónimo

    É do melhor, aqui também (lead incluído).Vídeos“É ...

  • Anónimo

    Também tu, brutus?_____4 de Novembro de 2019.Nota....

  • Sarin

    E Cristina Miranda caberia?

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D