Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

10
Set11

O tricórnio


Eremita

- Jorge Gabriel?

- Jorge Gabriel. 

- Como queres que te leve a sério?

- Pavese neste canto, Bukowski no outro e aqui o Jorge Gabriel. Para completar o triângulo. 

- Posso colocar a minha cruz fora dele, em sinal de protesto.

- No triângulo increve-se todo universo das opiniões possíveis que um homem pode ter sobre uma mulher. Coloca a cruz na posição mais adequada; sobre Pavese, se és como Pavese, sobre Bukowski, se és como Bukowski, sobre Jorgel Gabriel, se és como Jorge Gabriel; no centro do triângulo, se estás equidistante dos três, sobre o ponto médio da linha que une Pavese a Bukowsi, se estes dois te são indiferentes e está nos antípodas de Jorge Gabriel. Percebes?

- Tu tens uma técnica de pedagogia algo extenuante, Judeu.

- É para não haver equívocos.

- Mas eu nem sei que opinião tem Jorge Gabriel sobre as mulheres. E o tem sistema de classificação com base em triângulos ortogonais é um absurdo.

- É um projecto de conceito, uma rebelião contra o sistema dicotómico.

- Que nunca funcionará.

- O sistema dicotómico é uma forma de corrigir um erro persistindo nele. O meu tricórnio rompe com o espartilho da dicotomia.

- Mexes com a a natureza. O sistema decimal é o mais natural porque temos dois dedos e a chave dicotómica funciona porque a lógica se faz com um verdadeiro e um falso, porque existe a dualidade corpo e alma, porque houve muitos filósofos gregos, mas basta pensar em Platão e Aristóteles. Porque as coisas são assim ou assado e não são outra coisa.

- E as ressalvas?

- ...

- E a contextualização?

- ...

- E as diferenças de grau?

- O Jorge Gabriel é, portanto, a solução.

- Não desconverses. A solução é o tricórnio. Mas é arte de conceito. O sistema ideal não seria com base em triângulos ortogonais, mas sim em esferas. 

- Sabes que tenho problemas em visualizar o espaço tridimensional.

- Esquece o Jorge Gabriel. Já te expliquei que depois de definida uma cruz avançamos com outro triângulo, ortogonal ao anterior e com os cantos equidistantes da última cruz. A cada canto atribuímos novas propriedades e assim se completa mais um passo. A imperfeição do sistema é a inexistência de um critério para distribuir as três qualidades no espaço. Precisei de juntar uma função aleatória. Ainda estou a tentar resolver isto. Mas põe lá a cruzinha.

- O Jorge Gabriel diz o quê sobre as mulheres?

- Lê aqui e depois despacha-te. 

- Judeu... Olha para mim: eu não sou um pavesiano. Tu sabes isso, não sabes?

 

 

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Tem o seu fascínio, sim, num sentido perverso. Tem...

  • caramelo

    Que é evidente para ti, resulta da tua interpretaç...

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D