Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

21
Jun11

Questionário


Eremita

[A rever]

 


 Recebi este questionário de maradona, um blogger da boa margem do Tejo. É só por isso.

 

1 - Existe um livro que lerias e relerias várias vezes?

 

Conto reler o Robinson Crusoe em inglês, décadas depois de o ter lido em português. É improvável que o mesmo suceda com outro livro, depois de uns cálculos que fiz a partir da minha velocidade de leitura, dos metros lineares de lombadas de clássicos virgens e da minha esperança de vida. Com a audição do Guerra e Paz sucedeu algo de muito curioso e inédito: uma semana depois de terminar a escuta, tive imensas saudades - não de nenhuma personagem em particular, creio que era mesmo saudades de Tolstói - e apeteceu-me voltar a ouvir ou até ler tudo outra vez, mas o tempo das imprudências acabou.

 

2 - Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?

 

Estou a ter enormes dificuldades com a versão em audiolivro de The Scarlet Letter. Nathaniel Hawthorne é um dos escritores mais aborrecidos que conheço, sobretudo ao nível da frase. O mesmo se aplica à obra de António Lobo Antunes, embora a outros níveis, excluindo o Os Cus de Judas, que consegui ler até ao fim e - mas hesito - o A Ordem Natural das Coisas.

 

3 - Se escolhesses um livro para ler para o resto da tua vida, qual seria ele?

 

Robinson Crusoe, creio que me repito - mas a culpa não é minha.

 

4 - Que livro gostarias de ter lido mas que, por algum motivo, nunca leste?

 

A Recherche, claro. Mas acabo o livro antes do final do ano, vou ler e ouvir a obra ao mesmo tempo, não pode falhar. Também preciso de ler Ovídio, é uma intuição muito forte. Quanto à prosa nacional, gostaria de me fazer camiliano antes dos 50.

 

5- Que livro leste cuja 'cena final' jamais conseguiste esquecer?

 

Tenho uma enorme dificuldade em me lembrar do fim dos livros e uma memória muito viva para os arranques. Talvez a cena do The Great Gatsby. Não é bem a cena final, mas a imagem daquele cadáver a flutuar na piscina não se esquece.

 

6- Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual era o tipo de leitura?

 

Não. Só comecei a ler quando era adolescente. Li sempre livros apropriados à minha idade, até ter dado com os livros mais recentes de Philip Roth, que devem lidos com mais de 70 anos.

 

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?


On the Origin of the Species e Moby Dick têm partes muito aborrecidas. Acabei-os por motivos diferentes: obrigação e devoção, respectivamente. História das Ideias Políticas, do Professor Doutor Freitas do Amaral, parece ser ainda mais aborrecido e demoro o olhar na sua capa por uma espécie de tropismo que não consigo explicar.

 

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.

 

Vou tentar respeitar uma ordem cronológica que traduz a absoluta banalidade do meu percurso como leitor: Qunize Histórias de Futebol, Tão Longe de Lugar Nenhum (sim, é verdade), Os Cavalos Também se Abatem, As Invenções de Thomas Edison (ou algo assim), Os Descobridores, Os Maias, Contos Orientais, Crónicas dos Bons Malandros e À Noite Logo se Vê, a prosa do Woody Allen, Crónica de uma Morte Anunciada, O Velho e o Mar, A Jangada de Pedra, Bouvard et Pécuchet,  Os Passos em Volta, O Livro do Desassossego, The Great Gatsby, histórias do Salinger, On Grief and Reason, Watermark, Moby Dick e Guerra e Paz, entre outros.

 

9. Que livro estás a ler neste momento?

 

Ando a ler o Infinite Jest há muitos meses. Estou a ler outros, mas prefiro destacar apenas o Infinite Jest. Conto demorar alguns anos a ler este livro, por ser uma leitura difícil e não ter desejo nenhum que acabe.

 

10. Indica dez amigos para o Meme Literário:

 

Rogério, o Bruno, a Fátima, a Marianita , o Alex, o outro Bruno, o Carlos Vidal, o Figueira, a Morgada e o Exmo Senhor Professor Doutor Secretário de Estado da Cultura.

 


6 comentários

Comentar post

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

  • Margarida

    Um caso estranho...

  • Eremita

    O Zink está no Twitter? Sinto-me fora do mundo.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D