Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

15
Set08

...


Eremita

O suicídio para os católicos praticantes é suficiente para desgraçar a memória de uma vida, mas entre os artistas funciona ao contrário. O caso mais interessante deste efeito sucede quando o suicida é um escritor que se preocupa com questões morais. Sobre a obra destes o suicídio tem um efeito óbvio de mais-valia. Não me refiro a vendas (embora as vendas traduzam esse efeito, a que se soma uma primária necrofilia), mas ao selo de garantia de efeitos retroactivos.  Sem chegar a ser condição necessária ou sequer suficiente para credibilizar um escritor, o suicídio sugere que não se estava na presença de um poseur.

 

Nunca li David Foster Wallace, sobretudo se folhear um livro de ensaios numa livraria e sair sem o comprar não contar como primeira aproximação ao autor.  Tratava-se de Consider de Lobster, também o título de um dos ensaios sobre a velha questão de saber se temos o direito de causar sofirmento aos animais apenas por capricho de paladar. Foheando o livro percebia-se que aquela mente tinha um certo gosto pelo detalhe. Duvido que um outro tipo de letras - tirando o Nabokov, claro - escrevesse: "taxonomically speaking, a lobster is a marine crustacean of the  family Homaridae, characterized by five pairs of jointed legs, the first pair terminating in large pincerish claws used for subduing prey. Like many oter species of benthic..." Um tipo de letras não sabe o que "benthic"  significa. Pior. Um tipo de letras não acha isto importante. Wallace podia até estar a encher chouriços, pode ter copiado tudo da Wikipedia, mas o resto do texto está pejado de detalhes. Há aqui uma certa atitude. Enfim, o meu juízo agora está viciado pelo suicídio do autor, é inútil insistir. O livro encontrava-se em destaque, certamente por ser uma livraria no Maine, a terra da lagosta. Não creio que seja por necrofilia que talvez venha agora a lê-lo, mas repito: é inútil insistir.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Eremita

    Bem, eu tinha a certeza de estar a escrever o que ...

  • Anónimo

    Até as piadas lhe andam a sair ao lado. O post sob...

  • Kruzes Kanhoto

    Ferro é um figurão grotesco da nossa democracia. H...

  • marina

    os inquéritos dos "vitorianos" tipo confissões e ...

  • Anónimo

    Eremita: só vi depois mas concordo muito com o JPP...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D