Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

12
Set08

...


Eremita

Conto começar a  levar para o monte alguns pesos e halteres, bem como um machado. A inspiração vem de um filme de 1985, Rocky IV. Quero fazer do monte o meu ginásio, tal como Rocky fez de um chalé na estepe russa o seu campo de treinos. Havia neve por lá, para que até um idiota percebesse o simbolismo: era um terreno imaculado, onde se criava músculo à custa de uma vontade indomável de vencer pela honra, o que contrastava com o músculo do terrível Ivan Drago, crescido em ginásio high tech e corrompido pelos esteróides anabolizantes. É verdade que os montes alentejanos são já usados para a produção de carne biológica de porco preto engordado a bolota, respondendo a um desejo do consumidor que vai muito além das exigências do paladar e é quase um imperativo ético de alguma gente das cidades, mas creio que poderei ser o primeiro homem da planície propositadamente musculado a bolota (também gaspacho) e machadada em toros de sobreiro sobre um velho cepo de azinheira. Pergunto, apenas por mera curiosidade:  que valor teria isto na noite de Lisboa? 

 

"Fitness club" é uma expressão feliz, só que por um acaso. Supostamente, melhora-se a forma física. Supostamente, por razões de saúde. Mas isto é apenas um embuste, bem retratado num outro filme de 1985, Perfect, que capta a então explosiva moda dos ginásios nos EUA. "She´s the most used piece of equipment in the gym" é a grande tirada da película. Generalizada aos dois sexos, a expressão não perdeu actualidade. Pouco antes de deixar Lisboa, num impulso já bastante revelador de quem não estava em paz, aderi ao ginásio Holmes Place, desistindo do velho Lisboa Ginásio Clube, que na prática abandonara meses antes. O Lisboa é um ginásio de bairro que viveu já a sua época de glória. Não estando decadente, tem paredes envelhecidas e empregadas matronas, que não foram instruídas para a simpatia. Tem história e algum presente, fotografias de antigos atletas olímpicos partilham as paredes com recortes de imprensa actuais. É ainda um sítio onde se faz desporto a sério, onde há campeões e uma vocação para os escalões infantis e juvenis. De certa forma, trata-se de um chalé russo no centro de Lisboa. O Holmes Place é o oposto de tudo isto. De construção recente, lembra aqueles cenários assépticos e postiços das telenovelas. As empregadas são simpáticas, abusam  logo do nome do cliente para o afagar. Lembro-me que o dia da minha inscrição foi um choque. Cada tiro cada melro, dir-se-ia. As mulheres passavam enquanto preenchia a ficha de inscrição e havia tanta promessa de sexo e frustração no ar, que aqueles corpos bem torneados de quadros médios e superiores, nem sempre bonitas mas emancipadas, mais do que obnubilado, deixaram-me houellebecquiado. Era um "Fitness club", sim, mas num degenerado sentido darwiniano de capacidade para a reprodução reduzida à sua componente erótica. O Holmes Place é o ginásio high tech de Ivan Drago, em que os valores nobres do desporto e o gosto pela competição deram lugar  à vaidade e à competição sexual. Naturalmente, fui vencido em três tempos. Mal posso esperar pela primeira machadada, aquele som a ecoar pela vastidão da planície sem orelhas que o recolham senão as minhas.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Eremita, pá!, olha que o outro gajo que profetizo...

  • José Quintas

    Na expectativa do episódio seguinte, adorei a ress...

  • marina

    não consigo saber se a maria adelaide tem irmãos ,...

  • marina

    percebi, mas como disse que é dinheiro herdado não...

  • Anónimo

    Não esqueça e anda muita gente esquecida que quem ...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D