Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

10
Set08

Uma parábola olímpica


Eremita

Alinhavam-se para a maratona homens, mulheres e pernetas. Ao tiro de partida, os homens tomam a dianteira, seguidos das mulheres, que se destacam dos pernetas. Na berma da estrada, já fora do estádio, o público torce pelos coxos com indisfarçável paternalismo. Ao quilómetro 10, o pior dos homens começa a descolar da melhor das mulheres. Nessa altura, com indisfarçável paternalismo, o público aplaude essa mulher. Ao quilómetro 20, no pequeno grupo dianteiro que integrava, o único europeu vê todos os africanos dele fugirem dele e encontra algum conforto nas palmas do público, que o aplaude com algum paternalismo. O que se passa entretanto na cauda? As bermas da estrada estão mais vazias de público à passagem dos pernetas, mas os que aplaudem vibram agora com a luta entre os dois rivais da frente. Na cabeça destes dois homens, só se pensa em vencer.

 

A propósito dos Jogos Para-olímpicos, parece que há críticos, gente que não se verga à suposta obrigatoriedade de simpatizar com o evento. Não percebi se os críticos estão contra a divulgação dos Jogos ou contra a sua realização. Se estão apenas contra a sua divulgação, que sentido faria realizá-los à porta fechada? Para poupar a restante população a um misto de paternalismo rasteiro e gozo culpabilizante de feira de aberrações?  Se estão contra os jogos, só podem defender um ideal de excelência física que vai contra a ideia moderna das olimpíadas: "o mais importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas sim participar".

 

A fruição do desporto é estética. Há golos intrinsecamente belos, ainda que sejam o tento isolado de uma equipa que perde por mais de 7. Dir-me-ão que a natação para paraplégicos é pouco estética. Poderia contrapor lembrando que o basquetebol em cadeira de rodas é um espectáculo mais agradável que os 50 quilómetros de marcha, mas sei que é uma comparação excepcional. Sucede que o gozo do desporto não se esgota na estética. Gosta-se também  de desporto pelo espírito competitivo, que é reforçado pela identificação com o atleta ou a equipa. Um outro golo, igual em beleza ao anterior, dá-nos um prazer superior se for o golo da vitória. Admira-se ainda o esforço do atleta, é a terceira pulsão do gosto pelo desporto. Só isso - e um respeito pela História -explica que a maratona, de valor estético nulo e em regra decidida muito antes do fim, seja uma disciplina tão respeitada, ganhando a outras modalidades mais belas ou de maior suspense.

 

Em comparação aos Jogos Olímpicos, os Para-olímpicos perdem sem grande discussão em estética, creio que empatam em competitividade, embora seja complicado agrupar os atletas sem criar grandes assimetrias, e ganham na admiração pelo esforço dos atletas. A soma final destas parcelas não equipara os Jogos Olímpicos aos Para-olímpicos, mas é claro que a essência do desporto está neles presente. Há tanta vontade em vencer que o "não ter conquistado mas sim ter disputado bem" é um princípio em risco. Ora, é sabido que a tentação da batota é um garante de que não se compete a feijões. Mas sobretudo, haverá melhor forma de encarnar "o mais importante na vida não é o triunfo mas sim a luta"? Negá-lo a pessoas com deficiências ou não tolerar que se fale nisso porque o nosso exacerbado instinto de hipocrisia dispara e é uma maçada, só deve acontecer a quem vê demasiada televisão. Quem não se identifica com os jogos pode evitá-los, ou já nos esquecemos do que é uma verdadeira intoxicação mediática? Eu, por exemplo, não os venho ver ao café. Tal como não vejo futebol feminino ou de infantis mas nem por isso conto protestar se um dia as nossas jogadoras ou a canalha aparecerem nas notícias como símbolos da nação. 

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Tenho quase a certeza que concordo absolutamente, ...

  • Lowlander

    Pois amigo anonimo... vamos la a ver entao:Mesmo d...

  • Anónimo

    "A Humanidade consome proteina animal porque esta ...

  • caramelo

    Já tenho visto por aí convocatórias para comer bif...

  • Lowlander

    Pontos previos:1 - O Henrique Pereira dos Santos e...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D