Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

23
Set10

Altamente


Eremita

Desde a morte de Igor, tenho evitado Tatiana. É como se sentisse que ela pensa que o matei, embora não haja qualquer evidência de que ela soubesse que eu o desejava matar. E o certo é que não o matei a ele, nem sequer matei o seu presumível assassino. Sim, como se saberá no decorrer de Quem Matou Igor?, não há a certeza de aquela mancha de sangue lhe pertencer. Infelizmente, não me lembrei, quando tive oportunidade, de recolher uma amostra para testar depois uns marcadores genéticos característicos das populações da Ucrânia. Não teria sido possível chegar assim a uma prova com valor legal, mas a um resultado estatístico significativo ou até altamente significativo. Se é verdade que tenho a biologia muito esquecida - foi já há muitos anos -, ainda guardo alguns rudimentos de estatística e creio até que os incorporei no modo de tomar decisões. Se Tatiana, enquanto presumível viúva, me dissesse agora que me amava, assim de rompante, dir-lhe-ia que a sua afirmação não seria significativa, nem sequer altamente significativa. Isto teria gerado alguns equívocos, mas a culpa é do baixo nível educacional da população em geral e também de um recurso muito pouco criterioso aos advérbios de modo, o que leva a que se pense que o "altamente" cumpre uma função vagamente enfática ou apenas serve um estilo (algo juvenil, como se não bastasse), quando na verdade tem um significado numericamente preciso.

 

Nuno Salvação Barreto não desaprova, mas adverte e desafia: "Não basta voltar às raízes, é preciso avançar o enredo. E para quando uma defesa da tauromaquia, seu cobarde?"

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

  • Margarida

    Um caso estranho...

  • Eremita

    O Zink está no Twitter? Sinto-me fora do mundo.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D