Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

07
Mar13

Antes da confissão de Lucinha


Eremita

 

 


7. Vini, vidi, vici e fui-me depois dando conta do espaço, das imperfeições do verniz da madeira da porta, do tecto falso da antecâmara onde nos encontrávamos e do seu chão de linóleo, a terminar numa tira de metal na transição para o soalho flutuante que cobria a parte ampla do quarto, de pé-direito mais alto. Não via o quarto inteiro. No meu enfiamento estava o tocador, com um daqueles candeeiros de mesa, já sem abat-jour, que mimetizam velas com o detalhe das gotas de cera fundida, e cuja silhueta se destavava quase a contraluz do fundo de cortinados azuis recolhidos e de cortinas de étamine a filtrar a luz da metade da janela com a portada de venezianas aberta; para a direita, a colcha estampada com um rodapé de folhos sobre uma cama que só via pela metade; mais perto, quase tão perto como Lucinha, só que ao nível dos ombros, ainda na parede da antecâmara que não fica escondida quando se abre a porta, reparei pela primeira vez na imagem do Cristo de braços abertos e coração à mostra, como que fotografado de topo quando num bloco operatório é momentaneamente  abandonado pelo cirurgião ao conforto de uma anestesia geral que tornava menos inquisitórios os seus olhos azuis.

 

Veio a seguir o tempo, primeiro pontuado pelo barulho da rua, e depois pelas vozes das mulheres que andavam a limpar os quartos e dominavam o corredor. Mas só regressei ao quotidiano com as sensações tácteis: o frio do puxador da porta trespassando a camisa, a tocar-me entre o lombo e as nádegas, as unhas de Lucinha pousadas na barriga das minhas pernas, os meus dedos brincando com a argola no lóbulo superior da sua orelha direita, o seu traço distintivo mais óbvio entre as mulheres do bordel. Foi então que ela disse: “desculpa”.

 

Já deitados sem desmanchar a colcha, com ela descansando no meu peito como se estivesse cansada e fazendo festas ao longo do meu braço que seguiam um ritmo constante, alheio às hesitações do seu discurso, Lucinha contou-me, após um demorado preâmbulo e várias digressões, parecendo querer evitar o fim do relato, o motivo que a levara a violar a nossa regra.


 

 


Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Tenho quase a certeza que concordo absolutamente, ...

  • Lowlander

    Pois amigo anonimo... vamos la a ver entao:Mesmo d...

  • Anónimo

    "A Humanidade consome proteina animal porque esta ...

  • caramelo

    Já tenho visto por aí convocatórias para comer bif...

  • Lowlander

    Pontos previos:1 - O Henrique Pereira dos Santos e...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D