Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

02
Jun10

Da arte de demonizar a mulher


Eremita

Acabo de ler O Testítulo Esquerdo: Alguns aspectos da Demonização do Feminino, de Clara Pinto Correia. É um livrinho muito agradável, que se consome em hora e meia e justifica o que por ele paguei na Feira do Livro. Não me custa recomendá-lo, também por gostar de Clara Pinto Correia, de resto, ela própria uma figura demonizada desde o incidente do plágio. Clara Pinto Correia é demasiado grande para Portugal, que não é suficientemente pequeno para lhe dar o seu devido valor - um dia explico esta aparente contradição.

 

 

O nome do livro faz alusão à crença, que remonta pelo menos ao tempo de Moisés, de que "só um dos testículos do homem operava em cada ejaculação, uma vez que de cada parto só nascia, por regra, uma criança" - os gémeos resultavam de uma dupla descarga, coisa rara, e o pai de trigémeos teria três testículos. O que surpreende é a facilidade com que se provaria a inverosimilhança desta tese, embora talvez o pudor tivesse explicado que ninguém fosse confirmar a existência do trio de testículos nos pais de trigémeos. Aliás, esta suspensão da descrença é ainda mais incrível no caso da telegonia, a teoria das impressões maternas, que dizia ser a imaginação da mulher uma poderosa arma na remodelação do feto, apontando como exemplo a criança de uma princesa branca que nasceu "negra como um mouro" só porque sua mãe teria olhado para um quadro com um mouro no momento em que estava a ter relações sexuais com o príncipe. Como surpreende este teste de virgindade: "se atirarem sementes de papoila sobre carvão a arder e uma rapariga que foi deflorada inalar o fumo, verá coisas maravilhosas; se a rapariga for casta, não verá nada de extraordinário" (The Complete Masterpiece, 1741). A ideia não só é absurda por fazer o resultado de um teste da virgindade dependente da reacção ao ópio, como por fazer da mulher sob suspeita relatora do seu próprio teste. Deste e de muitos outros exemplos descritos no livro, podemos concluir que a demonização da mulher pelo homem tem feito um longo caminho e evoluiu para formas correntes já muito distantes das de antigamente pelo seu grau de apuramento, como é do conhecimento geral.

 

Este livrinho e a sua bibliografia entram para a bibliografia do magno projecto BW1.

 

 

Adenda: experimentei algum desconforto no momento em que coloquei uma foto de Clara Pinto Correia e optei depois por melhorar a minha qualidade de vida. Não posso começar a mostrar mulheres a torto e a direito. Somos fiéis a Tatiana e a fidelidade vem sempre com alguma dose de fanatismo.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D