Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

29
Mai10

Magistérios não sobreponíveis


Eremita

 

O livro de estilo do Ouriquense dita que não se perturbe o leitor levianamente e obriga-me, por isso, a fazer uma contextualização prévia, ainda que seja improvável que exista algum rapaz aí desse lado. Tal como os objects in mirror are closer than they appear (que título, meu Deus!), também a distância a que o objecto se encontra cria uma ilusão óptica, não sendo válida a comparação do tamanho de dois objectos em planos distintos. Não se use pois a garrafa de vinho como unidade de medida. Em todo o caso, aqueles falos são grandes.

 

Nada me move contra a pastelaria e a doçaria (até a conventual) de inspiração erótica, que tem uma longa tradição no nosso país. De resto, quando noutras vidas e geografias, numa blind date, a rapariga pediu um banana split fellatio em que as bolas de gelo (baunilha e morango, creio) dialogavam geometricamente com o fruto da forma que me escuso de elucidar, senti que havia deixado Isilda Pegado sozinha na cruzada contra o pirilau de chocolate - a minha luta seria apenas por uma percentagem de cacau superior a 80%, o que não me parece ser o caso dos objectos em apreço, mas não é por isso que vou lançar uma petição. Feito este esclarecimento, confesso-me chocado. Porquê? Porque a fotografia foi tirada na última Feira do Livro de Lisboa.

Estou-me marimbando para as criancinhas que os pais levam à Feira. O que me preocupa é o adolescente macho. Um rapaz passa por crises existenciais e nós sabemos que são essencialmente duas: quem sou? e será que tenho uma pila pequena? A cabeça de um homem em formação oscila entre estes dois pólos. Num minuto ele quer abraçar todo o Universo, da profundeza insondável do inconsciente às galáxias a anos-luz, e no minuto seguinte apenas lhe pede mais 3, 2, 1 centímetro que seja. É deste confronto que nasce uma personalidade com as ferramentas emocionais necessárias à vida em sociedade. Ora, para que isto continue a funcionar, convém preservar a demarcação de territórios. A Feira do Livro serve para alimentar a primeira angústia; a pornografia serve para alimentar a segunda. A um jovem não faz bem ver o actor porno lendo O mito de Sísifo depois de ter penetrado duas mulheres; é uma imagem confusa. Mutatis mutandis, falos de chocolate sobredimensionados numa feira do livro também confundem. Gente de Lisboa, vejam se percebem isto: a Camus o que é de Camus e a John Holmes o que é de John Holmes, se me permitem as referências datadas.

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

  • Margarida

    Um caso estranho...

  • Eremita

    O Zink está no Twitter? Sinto-me fora do mundo.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D