Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

22
Mai10

Anatolyi


Eremita

Tatiana regressou à caixa registadora e à vila. Não faço ideia se recuperou entretanto a forma física. A obsessão das mulheres que deram à luz em recuperar o corpo deve ser entendida segundo o princípio da soma nula: a grandeza interior que ganham com a maternidade tem de ser compensada com um aumento de frivolidade. Mas no meu caso, como observador, não saberia responder se Tatiana recuperou o corpo, pois só me lembro do rosto dela e o rosto está na mesma. E não vale a pena perder tempo com o "estado de graça" das grávidas e das jovens mães. Nunca topei tal coisa e levo muitas horas de observação.

 

Na caixa registadora, o registo é o mesmo. Tatiana continua a não me passar cartão e apenas me dá o troco em moedas, como - hum - diz a canção (uma que escrevi e ainda não chegou à FM). Perguntei-lhe pela criança, tive essa ousadia, e ela respondeu-me com um monossílabo e um segundo tímido, como se fechasse a porta com gentileza a quem colocou um pé dentro de sua casa.

 

O regresso de Tatiana marca também o regresso do Ouriquense aos temas de sempre, que estiveram algo esquecidos: como conquistar esta mulher? Qual o segredo do seu encanto? Como matar Igor sem me causar dor - e como não sentir dor por desejar uma morte apenas indolor para o assassino? A estes, junta-se um outro: que relação ter com Anatolyi, o bebé de Tatiana e Igor. Vi-o pela primeira vez ontem e ainda me pareceu ter a cabeça algo amolgada.

1 comentário

Comentar post

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Atão o Nuno Artur Silva vendeu a empresa dele ao s...

  • Anónimo

    Toma lá, Caramelo, que é assim que tratam ali ao l...

  • Anónimo

    «O problema, a chaga, do Plúvio consiste em ter de...

  • Anónimo

    «É que sendo o seu pai suspeito de enriquecimento ...

  • caramelo

    Vamos lá falar. Não tenho agentes, que os agentes ...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D