Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

31
Ago08

...


Eremita

 

 

 "To the happy few"

 

 

A Cartuxa restituiu-me o gozo da leitura jeux de rôle que nenhum dos escritores da moda consegue induzir,  embora não com a intensidade irrepetível que experimentei com Robinson Crusoe e com a particularidade de ter reencarnado personagens sucessivas: primeiro Fabrício, depois a duquesa, e por fim o conde Mosca. Mosca, que com pena minha vai perdendo protagonismo, é a única personagem que não é corrompida pelo amor e o herói tranquilo de um livro de final precipitado - Stendhal aborreceu-se -  que atinge o clímax demasiado cedo, com o amor de Sanseverina por Fabrício, e depois não tem por onde ir. A subsequente paixão de Fabrício e Clélia nunca arrebata, apesar de servida por raras qualidades cénicas - ele aprisionado na torre Farnese, ela filha do carcereiro, ela depois impossibilitada de o ver por uma promessa à la Madone e o amor proibido deles a acontecer durante anos numa literal penumbra - e pela tragédia - a morte do filho de ambos e depois de Clélia é tão pífia que o leitor se sente desalmado.  

 

Apetece deixar aqui inúmeras citações de fina ironia - sobre os italianos, sobre a nobreza, sobre o jacobinismo, sobre os cortesãos - ou especular se as apenas 45 referências a vingança* num romance de 500 páginas sobre paixões e poder são um testemunho da crença de Stendhal no homem, ou ainda comentar a curiosa forma de traduzir "se disait-il" para "de si a si", que, não estando errada, torna as reflexões na tradução portuguesa ainda mais cómicas e teatrais,  mas tenho preguiça e opto por terminar, também algo aborrecido, com duas peripécias de leitura. Dir-se-ia que ter feito da duquesa condessa, há uns dias, foi premonitório por acidente, pois a Severina, ao casar com o conde Mosca, acaba mesmo condessa. Outro frutuoso acidente foi ter treslido uma frase que antecipa o desfecho da fuga de Fabrício da prisão e que me parecera deslocada por retirar tensão ao relato subsequente, que li convencido de que o nosso herói não iria ser bem sucedido. Como ele consegue na verdade escapar, experimentei um volte-face digno de um  escritor de aventuras melhor do que Stendhal realmente é. 

 

 

 

 

 

 

Prossigo com:
Rayuela?
The Painted Bird?
 
 
Ver resultados
Free Myspace Poll

 

 

  * "Je croirais assez que le bonheur immoral qu'on trouve à se venger en Italie tient à la force d'imagination de ce peuple; les gens des autres pays ne pardonnent pas à proprement parler, ils oublient". (cap. XXI)

 

Pesquisar

Pub e serviços

Screen Shot 2019-04-07 at 17.13.03.png

”Screen

Comentários recentes

  • Anónimo

    Confesso que me sinto fascinado por aquela prosa p...

  • Anónimo

    O facto de o senhor ser responsável pelo programa ...

  • caramelo

    Blablá sarabanda alucinante bláblá geração perdida...

  • caramelo

    Eremita, o presidente da CCDR é um gestor público....

  • Maria

    O costume. Tentam a ver se passa. É incrivel o d...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D