Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

08
Set16

Da república


Eremita

A nossa cozinha tem um chão axadrezado, feito de quadrados brancos e pretos. É um padrão muito comum em cozinhas e dizem-me que surgiu na Holanda, mas não confirmei. A única particularidade é o diminuto tamanho dos quadrados, cujos lados não chegam a um palmo, consonantes com o tamanho de uma cozinha em que a partir do seu centro consigo chegar a todas as bancadas e armários com apenas um passo. Há dois dias, deixei cair um limão e comentei  com a L. que, sobre o xadrez, o citrino - disse "limão", claro - compunha uma imagem muito bonita.  Ela concordou e, por ter uma cultura visual muito mais desenvolvida do que a minha, fiquei orgulhoso. No dia seguinte fiz um corte profundo num dedo indicador, quando a faca resvalou na cabeça do pão. Fui rápido a lavar e estancar a ferida, mas a rotação rápida com que cheguei ao lava-loiças espalhou gotas de sangue por todo o lado. Estava sozinho, a casa acordava, e o meu único impulso foi limpar logo todo o sangue, para não assustar ninguém, não me ocorrendo que, numa casa de mulheres, ainda que nem todas menstruadas, serei talvez eu quem mais se impressiona com o sangue. Foi pena. Agora que reconstituo a cena de cabeça, reparo que as gordas gotas de sangue no axadrezado da cozinha também formavam uma composição bonita. Refiro-me, naturalmente, às gotas que caíram nos quadrados brancos e quase aposto que o limão se imobilizou num quadrado preto. Entretanto está quase a acabar mais um dia e hoje não houve acidentes, pelo que me resta imaginar o axadrezado a ser conquistado por uma mancha de líquido verde soluçando de uma garrafa que tombou sem se quebrar. Os mais novos que googlem "Pisang Anbon".

08
Set16

Dave Wallace sobre frases longas


Eremita

Screen Shot 2019-04-28 at 09.47.31.png

Fonte

 

 

Há uma década e tal, jovens literatos, em parte ainda como reacção à prosa "neobarroca" do comunista Saramago, mas sobretudo desejosos de professar a sua anglofilia, tentaram promover o uso da frase curta, coincidindo este movimento algo difuso com uma campanha contra o uso do ponto de exclamação, visto como uma prática datada e algo paternalista ou até ofensiva para o leitor. Pedro lomba, por exemplo, escrevia um blog com frases curtas. Mesmo muito curtas. Curtíssimas! Vivemos hoje tempos menos absurdos. 

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vasco: diz-se agora na Visão que o teu amigo João ...

  • Anónimo

    ... guê de gugu, assim gadget.

  • Anónimo

    Adenda... ó Vasco: tal como o Galamba, o Siza, o C...

  • Anónimo

    Vasco, Vasco, Vasco.«Nós queremos ter Natal! E que...

  • Anónimo

    Off.Da série “Subsídios para um Dicionário Breve d...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D