Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

04
Set08

Não temos judias


Eremita

 

 

Quando vivia em Nova Iorque, estive quase a conhecer esta mulher. Foi uma noite em que o namorado de uma amiga minha veio com ela jantar a minha casa e insinuou que traria quem pensei ser na altura o namorado de Natalie Portman. O serão ficou refém da possiblidade de Portman me entrar casa adentro, algo que não aconteceu. Vim depois a perceber que quem pensava ser o namorado dela já andava com outra - é o problema de ler revistas do coração nos dentistas, nunca se olha para a data. De resto, nem sequer o ex-namorado apareceu. Ourique é um lugar mais tangível do que Nova Iorque porque não temos  judias.

03
Set08

...


Eremita

É fácil sair de Lisboa, mas não fazer com que Lisboa saia de nós. Bem sei que esta fórmula tem sido usada ad nauseam, mas pretendo aqui testar uma reiteração. Recomecemos: é fácil sair de Lisboa, mas não fazer com que Lisboa saia de nós e mesmo que seja fácil sair depois desta outra Lisboa que ficou cá dentro, levamos connosco ainda uma Lisboa, mais interna, da qual de novo se pode sair, apenas para descobrir e aceitar que persiste uma Lisboa, cada vez mais nuclear, de onde sempre se escapa e de onde nunca se pode fugir. Causa última desta pequena reflexão: amo Lisboa. Causa próxima: recebi em Ourique o meu primeiro correio e era uma citação da Direcção Geral de Impostos  para pagar o IMI em atraso.

 

03
Set08

...


Eremita

Ando num desvario desde que terminei a Cartuxa. Os clássicos - mas também qualquer calhamaço viciante - têm um efeito fidelizador e terminar um é como recuperar a vida de solteiro. Não me sinto ainda preparado para um relacionamento sério com a Rayuela e vou namoriscando o Bataille, o Baptista Bastos e o Vasco Graça Moura. Creio que será com este último que concretizarei a primeira aventura, porque o livro é pequeno e tem uma prosa bem burilada. No primeiro magro capítulo, li "obscenidades castrenses" e antevi personagens algo caricaturais, um enredo postaleiro, uma aguarela de época. É o ideal para um amor de fim de Verão. A Rayuela pode ficar para o Outono. 

02
Set08

Tony Carreira


Eremita

Com o caso do plágio de Tony Carreira, a música pimba (em rigor, Carreira é sobretudo um cançonetista romântico popular) atinge a sua maioridade artística. No plágio, por definição, o aldrabão coincide com o artista, caso contrário falamos de falsificação. A cassete pirata era só falsificação, mas Tony Carreira é o verdadeiro artista. Que a sua legitimação venha por via da aldrabice seria tema para uma crónica, se escrevesse no Diário do Alentejo. Até o slogan da actual campanha de Carreira para um banco tem o seu quê de premonição: "toca a todos". A quase todos. O que explica que a doce decadência moral em Portugal seja tão reconfortante.

 

 

01
Set08

Diferenças irreconciliáveis


Eremita

Quando Manuela Ferreira Leite (MFL), a propósito do casamento dos homossexuais, afirmou que o objectivo do casamento é a procriação, foi criticada por quem valoriza no casamento a paixão. Naturalmente, estas mesmas pessoas discordaram depois do veto presidencial à lei do divórcio. A opinião de MFL foi considerada pré-moderna por Sócrates. Esta formulação tem um problema: não é insulto que desestabilize nem crítica que force a uma reflexão, soa bem só junto dos convertidos. Ora, é sabido que a paixão (heterossexual) foi desenhada pela natureza para servir a procriação. As pessoas que não aceitam que a paixão tenha de conduzir forçosamente à reprodução terão pois uma opinião contranatura (que é também a minha opinião, esclareço). Mas se alguém lhes diz isto, elas reagem como MFL ao soundbyte de Sócrates, isto é, com indiferença. É que nem lhes soa a insulto nem a crítica relevante. Soa até a elogio. 

01
Set08

...


Eremita

 

Bullfighting is most interesting because it does live on a borderline between right and wrong.(...) Bullfighting inhabits a place where two conflicting moral influences overlap: one linked to aesthetics (...), the other inspired by sympathy, a utilitarian ethic and a non-religious sense of piety, all of them inducing us not to cause suffering in animals for our pleasure." Mais aqui

 

.

Pág. 6/6

Pesquisar

Comentários recentes

  • Anónimo

    Também tu, brutus?_____4 de Novembro de 2019.Nota....

  • Sarin

    E Cristina Miranda caberia?

  • Anónimo

    Ainda está online, Eremita, e bem que poderias abr...

  • Anónimo

    Eremita: pensava eu que o link era para as cenas d...

  • Anónimo

    chapada neles

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D