Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

30
Ago08

...


Eremita

Estou aqui há um mês. A solidão tem sido relativa. O meu irmão passou duas vezes por Ourique, continuo a falar ao telefone uma vez por semana com os meus pais (a minha mãe até me enviou um sms com um trocadilho inspirado) e reencontrei o J. por acaso. Mas não fiz amigos na vila e nenhum dos locais me reconheceu, o que me faz pensar que, de algum modo, respeitei a condição que me impus. Como chego a conclusões por instinto e quando menos espero, usando o depois o encadeamento lógico de frente para trás, não tenho propriamente meditado. Como o misticismo e a espiritualidade me aborrecem de morte, não consigo mergulhar a sério no sobrenatural. Como o dinheiro da herança me permite levar esta vida regrada até 2025 (fiz as contas no Excel e inclui a inflação), não me posso armar em Luiz Pacheco e passar metade do tempo a contar os tostões e a inventar esquemas de sacar mais uns. Sobra pois muito pouco para fazer aqui, porque também uma existência exclusivamente onanista não me basta e tenho algumas manias que são empecilhos ao prazer. Sentir-me-ia impuro se usasse a imagem de Tatiana para me satisfazer em casa, sempre gostei de pedir autorização antes e nem sequer nos cumprimentámos. Também não gosto de caçar e fazer tiro aos comprimidos já não é o que era porque perdi entretanto a distância certa - se estou perto não falho um, se me afasto um pouco acertar  é sempre um puro acaso, como se disparasse com uma venda nos olhos. E se é verdade que adoro pescar, devemos aceitar que a pesca é  a ritualização do próprio aborrecimento. Sobra a leitura, claro. Hoje acabo a Cartuxa e conto daí retirar algum gozo. Tenho debicado noutros livros ao mesmo tempo, já à procura de um para entremear nos clássicos (ou seja, uma preparação para  o War and Peace): o L'Erotisme, do Bataille, La Femme Indépendante, da Beauvoir, o Photomaton & Voz, do Herberto Helder, o Painted Bird, do Kozinsky - e como me custa retomar o Painted Bird, com o seu inglês apátrida. Mas são subterfúgios, concluo que me faz falta a confusão das relações humanas. Preciso mesmo de um emprego, as pessoas ficam maravilhosamente patéticas em ambiente laboral, sinto falta desse teatro dos dias úteis. Também não diria que não a uma paixão, é preciso destronar a outra, que é crédito mal parado. E preciso de fazer obra. No fundo, sou um homem de acção, o que me deixa prostradíssimo.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Sarin

    E Cristina Miranda caberia?

  • Anónimo

    Ainda está online, Eremita, e bem que poderias abr...

  • Anónimo

    Eremita: pensava eu que o link era para as cenas d...

  • Anónimo

    chapada neles

  • Anónimo

    José Sócrates Gonçalves Carvalho Pinto de Sousa, v...

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D