Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

19
Ago08

...


Eremita

 

 

Dois elementos a usar recorrentemente: os estendais de roupa e o baloiço da casa do tio. Não me convém a fama de tarado por roupa interior - até porque seria injusta - e delegar a missão numa personagem que ninguém conhece e que actua pela calada é uma solução. A tara desta criatura não é por roupa interior feminina, o que seria aborrecido, mas sim por boxers e outras cuecas. Acompanhar-se-á depois a génese de um mito na vila, de dinâmica comparável ao mito urbano, apenas diferente na escala: o homem roubaria as cuecas para curar um desgosto de amor, agravado por ter  respondido à convocação para que fosse buscar as suas cuecas a casa da namorada. Impossibilitado de corrigir esse erro diplomático, vergado pela imagem das cuecas lavadas, dobradas e  entregues com a solenidade de quem devolve um estandarte que deixou fazer sentido hastear naquelas paragens, só resta a esta desequilibrada criatura roubar todas as cuecas nos estendais da roupa enquanto rosna baixinho: "sou um frouxo, o Chamberlain da cueca". Trata-se de um gesto vingativo, de quem pretende perturbar a harmonia doméstica que lhe foi negada, mas também profundamente idiota, de quem confunde causa com efeito, algo que em antropologia se designa por cargo cult  - passo o academicismo.


Quanto ao baloiço da casa do tio, o melhor é fazer dele um objecto com propriedades hipnóticas ou então um mero artifício para a analepse. Explorar também a possibilidade de o baloiço ser usado por um inventor da vila, mistura do cigano Melquíades (Márquez) com o velho Atílio (telenovela O Casarão) que pretendia fazer ouro a partir do esterco que remexia numa banheira. Este inventor julga que a solução para a máquina de movimento perpétuo é um lubrificante feito à base de um azeite por ele muito alterado, obtido a partir de umas oliveiras que só crescem nas redondezas. O homem actua também pela calada, embora os seus propósitos sejam mais nobres e aparentemente menos idiotas. Noite sim noite não, galga o muro da casa dos meus tios para lubrificar os 3 baloiços de forma distinta, imprimindo-lhe depois exactamente o mesmo movimento. Apressa-se a deixar a casa e é da rua principal que mede o tempo que cada baloiço demora a parar. Noite não noite sim, trabalha até de madrugada com base nas observações feitas na véspera. Evitar ao máximo falar da rapariga que muitos anos depois se suicidou e com quem baloucei tantas vezes.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Pesquisar

Comentários recentes

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D