Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OURIQ

Um diário trasladado

OURIQ

Um diário trasladado

11
Set09

O cachalote


Eremita

Ismael (o narrador) e Queequeg (o arpoador polinésio) encontram-se pela primeira vez no quarto, praticamente na cama que acabam por partilhar. A cena não deve fazer parte da literatura queer. Felizmente. Impelido pela modernidade, o leitor procura ali uma tensão erótica inexistente. É uma grande experiência de leitura. A agenda fracturante melhorou Melville. 

 

[Alguns minutos depois]

 

Afinal estava equivocado. A tensão homoerótica da cena já foi estudada. Mas tudo o que li sobre o assunto soa a revisionismo gay. A cena é sobretudo um hino ao multiculturalismo, numa altura em que ainda se considerava o homem branco superior aos demais. A pressão queer esgota-me. Voltarei ao tópico quando surgir uma citação oportuna no livro. 


Adenda: "Jean Genet" e "Luiz Pacheco" acusam-me de ser preconceituoso. Com o devido respeito, os exageros queer não podem passar impunes. Preconceituoso é quem os infantiliza - no sentido da má educação das crianças - e não é capaz de os criticar de igual para igual. Mas as causas fracturantes são estranhas ao Ouriquense. Não há homossexuais públicos em Ourique. E se quem confundir o traje de luzes com um vestido de lantejoulas acabar com um par de bandarilhas cravado entre as espáduas, é escusado chamar preconceituoso ao Ricardo Chibanga, pois trata-se de um simples caso de deformação profissional. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Comentários recentes

  • Eremita

    https://virologydownunder.com/the-false-positive-p...

  • henrique pereira dos santos

    Ora aqui está um comentário de bom senso.E como ta...

  • Eremita

    Ocorreu-me, mas tenho filhas, não posso arriscar a...

  • Anónimo

    Deviam resolver isso à antiga: com um duelo. Para ...

  • Anónimo

    ... guê de gugu, assim gadget.

Links

WEEKLY DIGESTS

BLOGS

REVISTAS LITERÁRIAS [port]

REVISTAS LITERÁRIAS [estrangeiras]

GUITARRA

CULTURA

SERVIÇOS OURIQ

SÉRIES 2019-

IMPRENSA ALENTEJANA

JUDIARIA

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D