Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ouriquense

12
Out12

37

Eremita

 

 

 

- Mas não se diz antes acção- reacção?

- Neste caso é mesmo reacção-contra-reacção.

- Você complica tudo.

- Reacção-contra-reacção resolve o problema da origem.

- Resolve?

- Bem, não resolve, ignora-o.

- Não percebo nada.

- Sabe, quando ouvia o registo audio da peça...

- Mas ele não costuma filmar?

- Houve um problema técnico, do segundo acto só tenho o som.

- Azar o seu, não vê a [Margarida] Marinho. Gira, não é?

-  Tem partes giras.

- Não seja grosseiro.

- Quis dizer que tem partes na peça em que parece gira.

- Ai, eu acho-a giríssima. Quem me dera chegar à idade dela assim.

- Não têm a mesma idade?

- Olhe, explique é essa reacção-contra-reacção.

- A peça incomodou-me.

- Também vi. Fui com o meu marido. It's complicated.

- Por favor, você não pode resumir o grande mergulho de Bergman à essência da conjugalidade a um it's complicated.

- Mergulhe lá, então. Mas não se afogue. 

- Eu via a peça e só me concentrava no acessório.

- Nas pernas da Marinho?

- Não. Na violência doméstica latente e na parentalidade.

- Ai, só lhe fica bem.

- Mas a peça ignora a parentalidade. Aquele homem é um monstro.

- Quando tiver um filho, isso passa-lhe. 

- Acha?

- Você precisa de se trivializar um pouco se quer continuar a ter opiniões excêntricas sem dar impressão de desespero ou loucura.

- ...

- Surpreendi-o, certo?

- Sim.

- Nem sabe o que está a perder. Mas não se assuste.

- Você não me assusta.

- Não se assuste com as suas opiniões.

- Eu não estou assustado.

- Claro que está. Parece um menino. Venha cá...

- Deixe-me. 

- Já viu que podíamos ser personagens naquela peça.

- Não comece.

- Isto não é começar.

- Não?

- É reeeecomeçar. Ahah.

- Não se pode conversar consigo.

- Aposto que não conversa com mais ninguém aqui.

- Tenho o Judeu.

- Por favor, o Judeu é um sociopata, coitado.

- Não gosto que fale assim dele.

- O Judeu casou?

- Não.

- O Judeu tem filhos?

- Tem.

- Tem?

- Tem um.

- Cuida dele?

- Já é crescido.

- Educou-o?

- Não, foi a mãe.

- Ah, pois.

- O quê?

- Nada, nada.

- Está a insinuar que o Judeu...

- Essa conclusão é sua. 

- O Judeu é um criador.

- E o Bergman foi o quê, contabilista?

- Está a colar a peça à biografia do autor.

 

Continua.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

Cultura

Ajude Fausto:

  • Uma votação em curso

Ouriquense, S.A, Redacções por encomenda

Séries

Personagens ouriquenses

CineClube- programação

  •  

Filmes a piratear

  •  

Filmes pirateados

Alfaias Agrícolas

Apicultura

Enchidos e Presuntos

Pingo Doce

Imprensa Alentejana

Portal ucraniano

Guitarra

Judiaria

Tauromaquia

Técnicas de homicídio

John Coplans

Artes e Letras

Editoras Nacionais

  •  

Literatura Russa

Leituras concluídas

Leituras em Curso

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D