Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ouriquense

17
Ago12

Um trabalho

Eremita

 

 

São várias as razões que levam uma pessoa a falar pouco. No meu caso, é crescente a necessidade de me furtar à censura a posteriori com que, logo pela manhã, revejo o que disse na véspera. Esta rotina agrava-se quando ando a ler e a escrever pouco, como tem sucedido neste mês de Agosto. O Judeu já se queixou.

 

Entretanto, pedi-lhe trabalho. O meu saldo bancário está negativo e nenhum dos projectos profissionais avançou. Tenho sobretudo pena de o negócio de ghost writer não se ter concretizado. Creio que seria capaz de escrever a autobiografia de Pedro Santana Lopes, respeitando-lhe o estilo e até a pontuação. E não seria difícil fazer o mesmo com outras personalidades da vida pública nacional, inclusive alguma senhora. Daí este trabalho, de contornos ainda mal definidos. De modo autodepreciativo, defini-me como o homem-a-dias do Judeu, mas ele prefere o termo "assistente" e optou por me dar a lista de tarefas que não quer que eu execute, como varrer e limpar a casa, cozinhar ou lavar-lhe a roupa. Suponho que sobra a função de motorista, o registo nocturno do tempo de imobilização do baloiço (1 e 2) e algum ocasional trabalho pesado.

 

Achei ternurento. O Judeu quer preservar a minha masculinidade - as vagas de feminismo passaram-lhe completamente ao lado e só a mutilação genital feminina e dramas de outras geografias o indignam; nem sequer o facto de a mulher que tira cortiça receber menos do que o homem o preocupa muito, embora ele reconheça que a solução consensual seria o pagamento ao quilo de cortiça e não à hora. Não discuti o ordenado, creio que andará à volta de dois salários mínimos, o que me chega para a renda, a comida, os livros e Espanha (mulheres, preservativos, gasolina e bocadillos). Pode ser que agora o Ouriquense ganhe alguma consciência de classe e que O Capital passe a ser uma das leituras comentadas. Também preciso de voltar ao Proust, mais por obrigação do que desejo - as saudades que tenho são das personagens do grande russo. Mas, essencialmente, estar vivo é agradável.  

 

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

Cultura

Ajude Fausto:

  • Uma votação em curso

Ouriquense, S.A, Redacções por encomenda

Séries

Personagens ouriquenses

CineClube- programação

  •  

Filmes a piratear

  •  

Filmes pirateados

Alfaias Agrícolas

Apicultura

Enchidos e Presuntos

Pingo Doce

Imprensa Alentejana

Portal ucraniano

Guitarra

Judiaria

Tauromaquia

Técnicas de homicídio

John Coplans

Artes e Letras

Editoras Nacionais

  •  

Literatura Russa

Leituras concluídas

Leituras em Curso

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D