Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ouriquense

31
Jan10

O problema da habitação

Eremita

 

Segundo um reputado biólogo, o programa animal assegura três objectivos: a nutrição, a reprodução e a fuga a predadores. Não restam dúvidas que de a nutrição é essencial ao indivíduo e de que a reprodução é essencial à espécie, mas o último objectivo causa alguma surpresa. Afinal, desde logo por haver animais no topo da cadeia trófica que não têm predadores, o programa animal parece mal descrito - em todo o caso, não será universal. Devemos então  reformulá-lo. Um dos objectivos em falta é a procura de uma habitação. Certos animais, como a tartaruga, trazem no corpo a casa que habitam. Outros animais, como o caranguejo eremita, fazem de búzios mortos a sua morada, mas assumem-na tanto que as crianças julgam ser o búzio parte integrante do corpo do animal, como são as patas. A verdade é outra: ao contrário da tartaruga, o caranguejo eremita tem de procurar um búzio maior para poder continuar a crescer. 

 

Continua

 

 

 


28
Jan10

Kavafy e Pessoa

Eremita

Incursão surpresa do moço de recados a Lisboa para captar (apenas em áudio, infelizmente) o documentário The night Fernando Pessoa met Constantine Kavafy, do realizador grego Stelios Charalambopoulos. Foi no auditório 3. O som chegou sem ruído. No fim do telefonema perguntei ao moço o que tinha achado, mas ele mostrou-se pouco interessado em discutir poesia. Desconfio que pousou o telemóvel na cadeira, foi dar pão aos patos  e esteve ausente a maior parte do tempo. Enfim, sempre rematou a conversa com um apontamento sociológico. Disse-me ele, com notório gozo, que a incidência de tias no staff da Fundação faz com que até a menina que circula com o microfone tenha ar de ser de boas famílias. O miúdo pode apenas ter pisado três províncias (Alentejo, Algarve e Estremadura), mas foi abençoado com bom olho. 

27
Jan10

Auschwitz

Eremita

 

 

- Teve familiares mortos lá?

-Como toda a gente. Só varia o grau de parentesco.

 

 

27
Jan10

Bibliografia

Eremita

Dois livros que fazem mesmo falta à minha colecção:

 

Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado, Livros Horizonte


Diagnostic and Statistical Manual of Mental Diseases (DSM)

 

Se conhecerem algum livro no género melhor do que o primeiro, agradecia que me informassem. Se tiverem o segundo à venda e for o DSM-IV-TR, talvez possamos trocar umas ideias sobre o assunto.

 

 

 

27
Jan10

7

Eremita

- Viu o documentário sobre o MacArthur?

- O general?

- Não, foi um senador.

- Ah, o McCarthy.

- Sim, o MacArthur.

- McCarthy.

- Você e a mania da pronúncia. 

 

26
Jan10

Rui Tovar

Eremita

A Wikipedia dedica apenas uma linha ao jornalista e escreve que ele se notabilizou por praticar uma linguagem gongórica. Há fortes suspeitas de que o autor da entrada "Rui Tovar" é o próprio Rui Tovar.

 

Rui Tovar ensinou-me uma palavra, um adjectivo pátrio. Se a Hungria jogava, antes do primeiro golo era seguro que Tovar dissera "magiar" um bom número de vezes. É curioso que não consiga associar a aprendizagem de mais nenhuma palavra do meu vocabulário a uma pessoa em concreto. Não aparecem os pais, não aparecem professores, não aparecem amigos mais velhos, não aparecem escritores. E ainda são órfãs aquelas palavras que se destacam na memória por surgirem numa altura em que já não se aprendem muitas; palavras como "pérgula" e "proselitismo" vieram tarde mas não sei bem de onde. Só aparece mesmo o Rui Tovar.


Prometo reescrever isto. É óbvio que estamos perante material para alguns parágrafos e a pedir como ilustração a fotografia de um trenó atirado para uma fornalha. Mas agora não há tempo, vou para o Cotovio ler o Pais e Filhos. 

 

Adenda: na verdade, após um intenso esforço de memória, descubro que "pérgula" foi-me ensinada por uma namorada. Onde antes havia só o Rui Tovar, há agora também a namorada - mas a observação inicial até sai reforçada, pois é desconcertante que Rui Tovar tenha precedência sobre a namorada. 

26
Jan10

X

Eremita

John Coplans

 

 

12.04.08 Sou canhoto. Dos pés à cabeça, a parte esquerda do meu corpo parece levar décadas de avanço sobre a parte direita. Há um cansaço que se aloja à esquerda, mas também experiência e destreza. A parte direita está mais fresca, e é mais ingénua e canhestra. A direita só acompanha a esquerda no crescimento e na aquisição de força - é sempre com surpresa que confirmo poder levantar com o braço direito o mesmo haltere que o braço esquerdo ergueu. Mas sinto as duas partes como corpos de siameses que se tocam um no outro ao longo de todo o plano sagital. Sorte minha não haver contencioso entre as partes sobre a quem pertence o umbigo.

Pág. 1/6

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

Cultura

Ajude Fausto:

  • Uma votação em curso

Ouriquense, S.A, Redacções por encomenda

Séries

Personagens ouriquenses

CineClube- programação

  •  

Filmes a piratear

  •  

Filmes pirateados

Alfaias Agrícolas

Apicultura

Enchidos e Presuntos

Pingo Doce

Imprensa Alentejana

Portal ucraniano

Guitarra

Judiaria

Tauromaquia

Técnicas de homicídio

John Coplans

Artes e Letras

Editoras Nacionais

  •  

Literatura Russa

Leituras concluídas

Leituras em Curso

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D