Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ouriquense

21
Ago08

...

Eremita

 

 


 

 

Do triplo salto ganhador de Nelson Évora só se assistiu em directo à aceleração, em segundo plano, e depois ao aparecimento do resultado - 17.67 - num mostrador prestes a sair do enquadramento. Foi um grande grande momento de televisão, olimpicamente ignorado pelos comentadores de serviço. Aqui no café também vibrámos com a medalha, mas isso é mais banal. Apetece agora sugerir a este senhor que aspire com uma palhinha e pela boca todos os grãos da caixa de areia da pista, depois de ter desprezado Évora para provar um supostamente supremo e impoluto gosto pelo desporto, alheio a coisas primárias como o sentimento patriótico. Palermices. Évora saltou mais e melhor, com uma técnica e elegância superiores às do inglês dos penteados ridículos que entusiasmam pessoas com um gosto supremo e impoluto pelo desporto. Como se não bastasse, Évora é um homem bonito, o que é bom para a publicidade, para Portugal e para os portugueses.

 

  Adenda: ouvi na rádio que o tal inglês disse antes da competição ter tanta certeza que iria ganhar que apostou dinheiro nele próprio. Disse também que se sentia o Super-homem. Este estilo é muito apreciado em certos sectores e tende a ser usado para minar  o espírito olímpico por aqueles que seguem a interpretação literal do desporto como ritualização do combate tribal. Esta gente tende também a desprezar o fairplay e episódios lindos como este, que manifestamente é incapaz de perceber. Uma velha discussão. Mas com a vitória de Évora houve pior. Involuntariamente fiel ao espírito olímpico, Henrique Raposo conseguiu ser ainda mais cómico, mais ridículo, mais inoportuno. Raposo é um marcialista, óculo que lhe serve para interpretar e formar o gosto em tudo neste mundo, da política internacional ao Russell Crowe, passando pela música pesada. Discípulo insitintivo de Spencer, qualquer dia descobre a Origem das Espécies e a "struggle for existence" cairá sobre ele como uma revelação. Enquanto isso não acontece, aborrece-se com os atletas  simpáticos e porreiros. Depois de ter teorizado sobre o assunto, precisava de um exemplo fresco. E descobriu-o num fotograma do rosto de esforço e concentração de Nelson Évora, que de repente deixa de ser o moço das declarações simpáticas e do sorriso desarmante. Perguntaram ontem ao campeão se também ele se sentia o Super-homem e ele terá dito que era apenas o Nelson Évora. Henrique Raposo, que manipula os acervo fotográficos  como um lacaio de Estaline mas para benefício próprio,  não deve ter gostado.

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Blogs

Cultura

Ajude Fausto:

  • Uma votação em curso

Ouriquense, S.A, Redacções por encomenda

Séries

Personagens ouriquenses

CineClube- programação

  •  

Filmes a piratear

  •  

Filmes pirateados

Alfaias Agrícolas

Apicultura

Enchidos e Presuntos

Pingo Doce

Imprensa Alentejana

Portal ucraniano

Guitarra

Judiaria

Tauromaquia

Técnicas de homicídio

John Coplans

Artes e Letras

Editoras Nacionais

  •  

Literatura Russa

Leituras concluídas

Leituras em Curso

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D